GE não deve ter aprovação para compra de área da Alstom

Segundo fontes, a GE não deve ganhar aprovação incondicional da UE para comprar área de energia da Alstom por € 12,4 bilhões

Bruxelas – A norte-americana General Electric não deve ganhar aprovação incondicional da União Europeia para comprar a área de equipamentos de energia da francesa Alstom por 12,4 bilhões de euros, afirmaram fontes com conhecimento do assunto nesta segunda-feira.

A Comissão Europeia abriu uma investigação completa em fevereiro sobre a operação para considerar as implicações à concorrência de um acordo que vai eliminar um dos três rivais da GE na produção de turbinas para usinas termelétricas.

A GE está buscando liberação sem restrições para a compra das operações, mas as duas fontes afirmaram que o conglomerado dos Estados Unidos não deverá receber luz verde para o negócio a menos que ofereça concessões ou possa apresentar fortes argumentos em defesa da operação.

A investigação da Comissão sobre os impactos à concorrência foi suspensa temporariamente no mês passado e a GE informou nesta segunda-feira que espera que as autoridades retomem a avaliação esta semana.