Fusões e aquisições somaram R$ 48 bi no 2º trimestre

O valor movimentado representa aumento de 38,5%

São Paulo – O número de fusões e aquisições anunciadas e concluídas no Brasil durante o segundo trimestre deste ano mostrou redução de 15,4%, com 170 transações, ante 201 registradas um ano antes, segundo relatório da Transactional Track Record (TTR) enviado com exclusividade ao Broadcast, serviço em tempo real da Agência Estado.

O valor movimentado, no entanto, aumentou: foram R$ 48,6 bilhões no período, aumento de 38,5% em relação aos R$ 35,1 bilhões somados entre abril e junho de 2013.

Na América Latina, conforme a TTR, foram identificadas 588 transações de fusões e aquisições, sendo que as empresas brasileiras estiveram envolvidas em 350 delas como compradoras ou vendedoras.

Das aquisições registradas no exterior, seis foram feitas por companhias brasileiras, sendo duas na Espanha e as demais no Uruguai, Paraguai, França e Chile.

Já as compras de estrangeiros no País somaram 60 transações no segundo trimestre. Os Estados Unidos foram o país mais ativo, com 19 aquisições.

O destaque no segundo trimestre foi a aquisição realizada pela Iguatemi e pelo fundo de pensão norte-americano TIAA CREF de 50% do Shopping JK Iguatemi, por R$ 400 milhões.

Os fundos de private equity, que compram participações em empresas, participaram de 17 transações. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.