Fusões e aquisições sobem 13,2% em fevereiro, diz PwC

Nos dois primeiros meses deste ano, houve aumento de 15% na participação do capital estrangeiro nas fusões e aquisições

São Paulo – O número de fusões e aquisições cresceu 13,2% em fevereiro frente ao mês anterior, para um total de 60 transações, segundo estudo da PricewaterhouseCoopers (PwC) antecipado ao Grupo Estado. “O mercado de fusões e aquisições mostra os primeiros sinais de que não está adormecido”, afirma o documento, em relação aos dados de fevereiro. No acumulado do ano, porém, o número de processos, 113, é 4,4% menor do que o observado no mesmo período de 2012 (118).

Nos dois primeiros meses deste ano, houve aumento na participação do capital estrangeiro nas fusões e aquisições, de 15%. Os investidores estrangeiros estiveram presentes em 44,4% das transações anunciadas. Os fundos de private equity participaram em 50% das transações em fevereiro e, no acumulado do bimestre, em 58 operações. De acordo com a PwC, os fundos estrangeiros de private equity que investem no Brasil representam um terço do total aportado entre janeiro e fevereiro.

Na divisão por segmentos, o setor de TI foi o que registrou o maior número de fusões e aquisições em 2013: 17, duas a mais que o registrado no mesmo período do ano passado. A pesquisa também observou fortes movimentos nos setores de serviços auxiliares (de 2 para 13) e mineração (de 3 para 11). “Essa movimentação reforça o perfil multissetorial dos negócios efetivados no País”, afirma o estudo.