Fusões e aquisições crescem 12% no acumulado do ano

Neste ano, de janeiro a julho, foram anunciadas 467 transações

São Paulo – O número de transações de fusões e aquisições nos sete primeiros meses do ano foi 12% maior do que o registrado no mesmo período do ano passado. Neste ano, de janeiro a julho, foram anunciadas 467 transações. Só no último mês, foram realizadas 67 transações no País, 15% mais do que em julho de 2011. As informações foram divulgadas nesta segunda-feira pela consultoria PricewaterhouseCoopers (PwC).

Dentre as transações anunciadas no período, a maioria (54%) foi de aquisições. Na sequência, vêm as compras (33%), joint ventures (10%), fusões (2%) e incorporações (1%). De acordo com a consultoria, os investidores estrangeiros têm aumentado a participação nas transações no Brasil. O capital estrangeiro foi responsável por 184 transações (45%) envolvendo compra majoritária ou minoritária. O capital nacional, por sua vez, foi responsável por 223 transações anunciadas de compra majoritária ou minoritária (55%) no período.

O setor de tecnologia e informação lidera a lista de volume de transações no País neste ano, representando 12% do total de fusões e aquisições. Empatados, com 8% cada um, estão os setores de química e petroquímica, varejo e serviços públicos. Atrás, ficam os alimentos (7%), serviços (6%) e bancos (5%). O restante (46%) é apontado pela pesquisa como Outros.