Fundadores podem reaver a BlackBerry

As negociações se intensificaram depois que três potenciais pretendentes conversaram sobre a possibilidade de unir forças para fazer uma proposta pela empresa

Nova York  – As negociações para a venda da BlackBerry se intensificaram depois que três potenciais pretendentes conversaram na sexta-feira, 1, sobre a possibilidade de unir forças para fazer uma proposta pela empresa antes desta segunda-feira, 4, prazo final para recebimento de ofertas.

Depois que um dos maiores acionistas da BlackBerry fechou um acordo preliminar de compra em setembro, os consultores da empresa decidiram oferecê-la a um grupo maior de possíveis compradores – em um acelerado processo de venda destinado a dar fim à espiral negativa da companhia.

Na sexta-feira, Mike Lazaridis e Doug Fregin, que fundaram a empresa em 1984 mas não trabalham mais nela, devem preparar uma oferta em parceria com a fabricante de chips para telefones celulares Qualcomm e com o Cerberus Capital Management, segundo fontes.

No entanto, em um sinal de que o processo de venda está longe do fim, a Fairfax Financial Holdings, que fechou um acordo preliminar com a BlackBerry, ainda não conseguiu financiamento para sua proposta, de acordo com outra fonte.

A diretoria da BlackBerry e seus consultores decidiram vender a empresa depois de anos de perdas de mercado para concorrentes como Apple e Samsung. Dados da empresa de pesquisas IDC mostram que a BlackBerry, que um dia dominou mais de metade do mercado de smartphones dos EUA, agora tem apenas 2%. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.