Fundador da Decolar deixa presidência depois de 17 anos

Roberto Souvirón estava no cargo desde 1999, quando a agência de viagens digital foi fundada

São Paulo – Depois de 17 anos no cargo, o fundador da Decolar, Robert Souvirón, irá deixar a presidência da empresa.

Souvirón estava no cargo desde 1999, quando a agência de viagens digital foi fundada. Em comunicado enviado à imprensa, ele afirmou que precisa se dedicar mais à sua família.

A busca pelo novo presidente demorou dois anos, afirmou a companhia. Ele será substituído por Damián Scokin, executivo que trabalhou por 11 anos na consultoria McKinsey, afirmou o jornal.

“Damián é uma pessoa com a combinação perfeita de energia, visão e capacidade que o Decolar.com precisa. Continuarei como acionista, contribuindo para o controle estratégico e de gestão. ”, comentou Souvirón.

Segundo Scokin, “o melhor da venda de viagens pela internet ainda está por vir. Hoje, apenas 20% são vendas online, enquanto nos EUA já superam os 50%. Acreditamos que o mercado vai duplicar ou triplicar nos próximos 10 anos e que o Decolar.com é a empresa que será capaz de atender melhor esta tendência”.

A empresa, que é a maior agência de viagens da América Latina, já havia trocado o comando da sua operação brasileira em julho do ano passado.

André Alves, 39 anos, se tornou o novo presidente da agência de viagens online no país. O seu foco será reforçar o uso de tecnologia da plataforma, para garantir que ofertas mais customizadas à clientela.

Com presença em 21 países, a Decolar tem faturamento de US$ 3,5 bilhões e cerca de 3,5 mil profissionais.

Segundo fontes, a companhia se prepara para fazer uma oferta pública inicial de ações (IPO) na bolsa norte-americana Nasdaq este ano.