Funcef ainda avalia venda de participação na Vale, diz executivo

A Funcef levará em consideração os dividendos pagos pelas ações quando escolher quais papéis de seu portfólio deverá vender

Rio de Janeiro – O fundo de pensão dos funcionários da Caixa Econômica Federal, Funcef, ainda está considerando se vai vender sua participação na mineradora Vale, disse nesta terça-feira o diretor da Funcef Paulo Werneck.

Falando a jornalistas durante evento do setor no Rio de Janeiro, Werneck disse que por ter liquidez suficiente para cobrir suas obrigações nos próximos dois anos, a Funcef não tem urgência na venda de ações. “A venda forçada de ativos é desnecessária.”

A Funcef também levará em consideração os dividendos pagos pelas ações quando escolher quais papéis de seu portfólio deverá vender. A Vale já declarou que planeja pagar 1 bilhão de dólares em dividendos a cada trimestre deste ano.

Desde que a Vale unificou suas classes de ações em apenas uma no ano passado, acionistas controladores como os fundos de pensão Previ e Funcef, a holding Bradespar e a Mitsui têm permissão para gradualmente vender suas participações. O primeiro período de lock up terminou em fevereiro. Desde então, fundos de pensão consideraram a venda de 10 a 12,5 por cento de suas participações na Vale.