Fox eleva para US$32 bilhões oferta de compra do grupo britânico Sky

Fox precisou que a oferta é 12% superior à apresentada por seu rival, o grupo americano Comcast, e 30% maior que sua proposta inicial

Londres – O grupo americano 21st Century Fox aumentou nesta quarta-feira para 24,5 bilhões de libras (cerca de US$ 32,3 bilhões) a oferta pela compra dos 61% que ainda não possui da empresa de televisão e plataforma digital britânica Sky Plc.

Em comunicado à Bolsa de Londres, a Fox, propriedade do magnata Rupert Murdoch, precisou que a oferta é 12% superior à apresentada por seu rival, o grupo americano Comcast, e 30% maior que sua proposta inicial, realizada em dezembro.

Espera-se que as autoridades britânicas revelem nesta semana se aprovam a operação, após tê-la questionado anteriormente por temores à criação de um monopólio no setor de meios de comunicação, pois Murdoch possui vários jornais no Reino Unido.

Em junho, o Governo britânico revelou que a americana Disney tinha se oferecido para operar o canal de notícias britânico “Sky News” durante 15 anos se prosperasse a oferta da 21st Century Fox pelo grupo Sky, o que cumpriria com a exigência dos reguladores de concorrência de separar esse canal.

Murdoch já possui no Reino Unido, através do grupo News Corp, os jornais “The Times”, “The Sunday Times”, “The Sun” e a emissora de rádio “TalkSport”.

O plano de Murdoch compete com uma oferta paralela da Comcast pela Sky, avaliada em 22 bilhões de libras (cerca de US$ 29,4 bilhões), que já recebeu o sinal verde por parte do Governo britânico.

Fox e Disney estão há tempos negociando nos Estados Unidos para a venda de alguns dos ativos da primeira para a segunda, algo também almejado pela Comcast, uma batalha que poderia ter repercussões para a operação no Reino Unido. EFE