Fornecedora de materiais de escritório, Staples Brasil é vendida

O grupo agora controla três empresas que atuam em vendas de materiais de escritório e informática ao segmento corporativo

São Paulo – As operações da Staples no Brasil foram adquiridas pelo empresário Cesar Folle, controlador das redes BrSupply e Korpex.

As três empresas atuam no mesmo ramo, de vendas de materiais de escritório e informática ao segmento corporativo. De acordo com nota, elas passam a contar com um portfólio de 12 mil itens disponíveis e geram, em média, 40 mil pedidos por mês e com vendas de 2 milhões de itens mensais.

Entre seus clientes, estão Ambev, BRF, Coca-Cola, Itaú BBA, Kroton, Pão de Açúcar, Raia Drogasil, TIM, Vale e Vivo. “Entrar para uma holding focada em suprimentos para o mercado corporativo nos fortalece ainda mais”, afirmou João Paulo Delbucio Amadio, diretor geral da Staples Brasil.

No Brasil, a empresa chegou em 2004, mas sem a intenção de brigar diretamente com a Kalunga, gigante do setor. “Não temos como concorrer com eles, chegamos muito tarde para isso”, afirmou Leo Piccioli, presidente da Staples no Brasil e Argentina, em entrevista ao site EXAME em agosto de 2017. “Queremos complementar o que eles oferecem, apostamos nisso para crescer”.

Venda da operação global

A venda da Staples Brasil faz parte do plano estratégico global da companhia, que em 2016 anunciou que se dedicaria aos seus negócios na América do Norte.

Ela vendeu a participação majoritária das operações europeias e a Staples Austrália-Nova Zelândia e, em maio de 2017, passou a buscar novos investidores para as operações na América do Sul e Ásia. Poucos meses depois, em setembro do mesmo ano, a Sycamore Partnerts concluiu a aquisição total da própria Staples Inc.