Ford paga US$ 28 milhões a CEO por quatro meses de trabalho

Remuneração total em 2006 de Alan Mulally, que assumiu a montadora em outubro, inclui salário, opções de ações e compensações extras

A Ford pagou a seu novo CEO, Alan Mulally, um total de 28,2 milhões de dólares em 2006, ano em que registrou um prejuízo de mais de 12 bilhões de dólares. Mulally assumiu o comando da montadora em setembro do ano passado.

De acordo com o jornal americano The Wall Street Journal, parte dessa remuneração, 7,5 milhões de dólares, foi oferecida ao CEO já no ato da contratação. Outros 11 milhões serviram como recompensa pela premiação por desempenho e pelo bônus na forma de opções de ações que ele receberia na empresa em que trabalhava, a Boeing. Além disso, Mulally também recebeu 666,6 mil dólares, valor proporcional de seu salário anual na Ford – de 2 milhões de dólares – e uma parcela de 7,8 milhões de dólares em opções de ações.

William Clay Ford Jr. ex-CEO que permanece como presidente do Conselho da montadora, recebeu em 2006 um total de 10,5 milhões de dólares, o que inclui uma gratificação de ações no valor de 6,1 milhões de dólares e opções de ações no total de 7,8 milhões de dólares.