Foco da Minerva é expansão na América do Sul, diz CEO

Terceira maior processadora de carne bovina do Brasil teve prejuízo líquido de R$ 21,8 milhões no quarto trimestre

São Paulo – O foco da Minerva Foods para os próximos anos é a expansão do abate de bovinos na América do Sul, disse o presidente da empresa, Fernando Galletti, durante uma teleconferência para comentar os resultados nesta quinta-feira.

A Minerva, terceira maior processadora de carne bovina do Brasil, teve prejuízo líquido de 21,8 milhões de reais no quarto trimestre, afetada pelo impacto de itens não recorrentes no balanço, informou a companhia na noite de quarta-feira.

“Nossa estratégia tem foco no crescimento via aquisição ou leasing (arrendamento de ativos) na América do Sul… E vamos fazer isso usando o caixa livre nas oportunidades de investimento”, disse.

A estratégia de expansão da empresa prevê unidades também em Mato Grosso, Estado em que os preços do gado são atrativos em meio à grande oferta de animais.

O executivo vê a manutenção de um ciclo positivo do gado para a indústria, favorecendo a rentabilidade da companhia ao longo de 2013.

Levantamento da empresa apontou queda de 3,7 por cento no preço médio da arroba do gado no quarto trimestre ante igual período do ano anterior. No ano, a Minerva registrou uma retração no valor do boi de 4,6 por cento versus 2011.

Ele observou que, considerando os dados da Secretaria de Comércio Exterior, a tendência é de crescimento nas vendas externas do Brasil.

“A tendência é que para a parte de exportação, pelos dados da Secex, mostra um cenário bastante positivo”, afirmou Galletti. Ele também trabalha com a manutenção de um cenário favorável na demanda interna.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização, em inglês (Ebitda), referente ao desempenho operacional, ficou em 145,1 milhões de reais no quarto trimestre, ante 122,1 milhões de reais em igual período do ano anterior.

O diretor financeiro da Minerva Foods, Edison Ticle, acrescentou que a companhia mantém a meta de reduzir a alavancagem (indicada pela relação dívida líquida/Ebitda).

A empresa encerrou o trimestre com o nível de alavancagem em 2,8 vezes, contra 3,65 vezes de igual período do ano anterior.

Em 2012, a Minerva teve prejuízo 198,8 milhões de reais, revertendo resultado do ano anterior, quando teve lucro de 41,7 milhões de reais.