Flextronics faz acordo e encerra greve em Sorocaba

Trabalhadores decidiram aceitar acordo proposto pela empresa e retornaram ao trabalho depois de quatro dias de paralisação

Sorocaba – Depois de quatro dias de paralisação, os 3,8 mil trabalhadores da Flextronics decidiram aceitar acordo proposto pela empresa e retornaram ao trabalho nesta terça-feira, 15. A fabricante de equipamentos eletrônicos se propôs a pagar R$ 2,1 mil a título de participação nos resultados, sendo R$ 1,7 mil neste mês e R$ 400 em março. A proposta é 30% maior do que a formulada quando os trabalhadores optaram pela greve.

A Flextronics, que tem entre os clientes empresas de tecnologia, como a Hewlett Packard e a IBM, informou que todas as providências para regularizar as atividades já foram tomadas e que o plano de contingência adotado irá garantir o atendimento das encomendas. O Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba informou que a empresa aceitou pagar o vale-compra aos funcionários independente do número de faltas ao serviço.

Na montadora Toyota, outra indústria de porte em Sorocaba, a greve entrou no 15º dia sem acordo com os 1,2 mil trabalhadores que estão parados. Uma nova proposta deve ser apresentada na manhã de quarta-feira, 16.