Fitch eleva rating da Eletrobras de B+ para BB-, com perspectiva estável

A agência afirma que a Eletrobras tem uma forte ligação com o Brasil "devido à sua importância estratégica como a maior empresa de energia do país"

São Paulo – A agência de classificação de risco Fitch elevou o rating de longo prazo e em moeda estrangeira da Eletrobras de B+ para BB-, com perspectiva estável.

Em comunicado divulgado nesta quinta-feira, a Fitch comenta que a elevação da nota de crédito da Eletrobras “reflete a visão da agência sobre o apoio contínuo da empresa ao Brasil por meio de garantias de dívidas existentes, como uma parte relevante dos empréstimos provenientes de bancos federais, e o fortalecimento gradual do perfil de crédito independente da Eletrobras após algumas medidas de redução de custos”.

A Fitch afirma que a Eletrobras tem uma forte ligação com o Brasil “devido à sua importância estratégica como a maior empresa de energia do País e o controle direto do governo soberano sobre a empresa”. Além disso, a agência aponta que a estratégia de desinvestimentos da estatal e a privatização de seis distribuidoras de energia são fatores “potencialmente positivos para a empresa”. De acordo com a Fitch, a intenção do governo de privatizar a Eletrobras “não foi considerada nesta análise por ser algo incerto”.