Fiat vai elevar participação na Chrysler para 61,8%

Empresa vai exercitar sua opção de comprar uma participação de 3,3%

Milão – A montadora italiana Fiat revelou na terça-feira que vai elevar sua fatia na Chrysler para 61,8%, dos atuais 58,5%. A Fiat informou ao fundo fiduciário VEBA, que detém o restante da montadora norte-americana, que vai exercitar sua opção de comprar uma participação de 3,3%, o que deve ocorrer “nas próximas semanas”.

A Fiat não informou quanto vai pagar pelo negócio. De acordo com a companhia, o preço das ações compradas será baseado em um “múltiplo de mercado” que considera o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebtida, na sigla em inglês) da Chrysler nos últimos quatro trimestres menos a dívida industrial líquida.

Segundo fontes com conhecimento do assunto, o valor pago pela Fiat deve ficar entre US$ 250 milhões e US$ 300 milhões.

Nos último meses, a Fiat se tornou dependente da Chrysler. No primeiro trimestre do ano, o grupo teve um lucro líquido de 379 milhões de euros, enquanto o resultado somente da Fiat foi um prejuízo líquido de 273 milhões de euros. A Chrysler respondeu por mais da metade da receita de 20,2 bilhões de euros do grupo no período.

O executivo-chefe da Fiat, Sergio Marchionne, disse que a montadora tem dinheiro para comprar inteiramente a Chrysler, mas não fará isso em breve. Ao exercitar todas as suas opções de compra, a Fiat pode elevar sua participação na montadora norte-americana para até 75,1%. Para isso a companhia italiana teria de comprar uma fatia de 3,32% a cada seis meses até 30 de junho de 2016. As informações são da Dow Jones.