Ex-esposa de Bezos receberá US$ 35 bi em ações e será 3ª mulher mais rica

MacKenzie Bezos decidiu entregar 75% de sua participação na Amazon após divórcio

Por Jeffrey Dastin e Arjun Panchadar

MacKenzie-Bezos, ex-esposa do fundador e presidente-executivo da Amazon, Jeff Bezos, vai entregar 75 por cento de sua participação na empresa e todos os direitos de voto para o empresário bilionário.

MacKenzie Bezos também renunciará a todos os seus interesses no jornal Washington Post e na empresa de foguetes Blue Origin, disse ela em um tuíte publicado nesta quinta-feira.

O anúncio resolve questões sobre o futuro da maior varejista online do mundo, que não estava claro desde que o casal anunciou divórcio em janeiro. Jeff Bezos, amplamente visto como um guru da administração cujo foco de longo prazo tem sido essencial para a ascensão meteórica da Amazon, manterá o controle da empresa.

O acordo também sugere que a Amazon será poupada do tipo de batalha de diretoria que assolou outras empresas cujos proprietários estão lidando com desentendimentos familiares.

“Feliz por estar dando a ele todos os meus interesses no Washington Post e na Blue Origin, e 75 por cento de nossas ações na Amazon”, disse MacKenzie Bezos no tuíte.

A participação remanescente de MacKenzie vale cerca de 36 bilhões de dólares a preços correntes de mercado. A participação total do casal, de 143 bilhões dólares, os tornou os mais ricos do mundo.

De acordo com a revista americana Forbes, este valor fará MacKenzie ser a terceira mulher mais rica do mundo, atrás somente da fundadora da L’Oreal, Francose Bettencourt Meyers, que tem uma fortuna estimada em US$ 52,9 bilhões, e de Alice Walton, filha do fundador do Walmart, com fortuna estimada em US$ 45 bilhões.

“Grata por ter terminado o processo de dissolver meu casamento com Jeff com o apoio um do outro e de todos que se aproximaram de nós com bondade e ansiosos para a próxima fase como co-pais e amigos”, escreveu MacKenzie Bezos.