Ex-diretores podem ter comprado 29 imóveis com verba desviada

Segundo informações do Estadão, PF pediu confisco de casas e apartamentos, além de automóveis e barcos dos executivos envolvidos no escândalo

São Paulo – A Polícia Federal ordenou o sequestro de 29 imóveis que pertenciam a ex-executivos do PanAmericano, segundo reportagem publicada, nesta sexta-feira, pelo jornal O Estado de S. Paulo.

Os bens estão sendo investigados, uma vez que podem ter sido adquiridos com dinheiro desviado do banco. Em novembro do ano passado, o PanAmericano anunciou rombo de 4,3 bilhões de reais.

De acordo com o Estadão, o confisco foi decretado pelo juiz Douglas Camarinha Gonzales, da 6º Vara Criminal Federal, em São Paulo.  Os bens sequestrados foram comprados durante e também após o período que aconteceram as irregularidades dentro da instituição financeira.

A PF também sequestrou, além dos imóveis, carros e embarcações do grupo Techno, que pertence ao ex-diretor-superintendente do banco Rafael Palladino.