Ex- CEO do Burger King se dispõe a trabalhar por salário de US$ 1

Brad Blum comprou 7% de participação na rede Così e agora quer virar CEO para reestruturar operação da companhia

São Paulo – Durante um ano e meio, Brad Blum esteve à frente do comando da rede de fast food  Burger King. Agora, o executivo, que já ocupou o cargo de CEO em outras redes de restaurantes americanos, está oferecendo sua mão-de-obra e toda expertise no setor em troca de um salário de apenas 1 dólar.

É claro que a remuneração baixa que o executivo se dispõe a ganhar tem interesses maiores por trás. Recentemente, Brum comprou 7% das ações da rede de restaurantes Così, e o que o executivo deseja é virar CEO dessa rede, cujas ações já chegaram a ser negociadas a mais de 11 dólares na bolsa de Nasdaq e agora valem pouco mais de 70 centavos de dólar.

Segundo informações publicadas pelo Wall Street Journal, o executivo quer apoio dos acionistas da rede para que ele consiga se tornar CEO. Blum já chegou a declarar abertamente que os restaurantes da rede estão defasados e a companhia precisa ser reestruturada.

“A primeira coisa que eu faria era desenvolver uma série de valores e uma uma visão mais clara de trabalho dentro da Così”, disse o executivo em entrevista ao WSJ. Para ele, falta inovação e agilidade nos serviços prestados.

No mês passado, a rede foi notificada pela Nasdaq e suas ações correm perigo de serem retiradas da bolsa. Pouco tempo depois, James Hyatt renunciou ao cargo de CEO da companhia.

A Così declarou recentemente que está pesquisando um novo nome para ocupar o posto. Enquanto isso, Brum faz a sua campanha e posa de samaritano para ocupar a vaga.