EUA investigam Petrobras por suborno, diz Financial Times

A justiça americana investiga se a estatal ou seus funcionários receberam suborno

São Paulo – A justiça americana investiga se a Petrobras ou seus funcionários receberam suborno, no primeiro episódio internacional do escândalo de corrupção envolvendo a estatal. A informação foi publicada neste domingo pelo jornal Financial Times, com base em fontes familiarizadas com o assunto.

De acordo com a publicação, o Departamento de Justiça dos EUA abriu uma investigação criminal contra a companhia, enquanto a SEC, órgão que regula as bolsas americas, está iniciando uma investigação civil contra os servidores da empresa.

As autoridades americanas buscam saber se houve violação de um estatuto anti-corrupção que tornou ilegal subornar funcionários estrangeiros, afirma o jornal. Pela lei americana, empresas que estão no país respondem se subornarem funcionários, ainda que fora dos Estados Unidos.

Segundo a reportagem, os órgãos americanos não quiseram comentar o caso e a Petrobras não respondeu aos pedidos de entrevista.

Lava Jato

As denúncias contra a Petrobras começaram com a prisão do doleiro Alberto Youssef durante a Operação Lava Jato, deflagrada pela Polícia Federal.

Depoimentos do doleiro e do ex-diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa, apontam o envolvimento de altos executivos da estatal, políticos e empreiteiras em desvios de recursos em contratos da empresa. 

O principal processo trata da lavagem de dinheiro nas obras da refinaria de Abreu e Lima, localizada em Pernambuco. Foram apontados reajustes irregulares nos contratos da Petrobras com empreiteras que resultaram em superfaturamento de R$ 367 milhões.