Eternit tem lucro líquido de R$ 30 milhões no primeiro trimestre

Empresa apresentou um crescimento de 78%, fechando com EBITDA de R$ 46,2 milhões

São Paulo – A Eternit encerrou o primeiro trimestre de 2012 com lucro líquido de 29,9 milhões de reais, um crescimento de 78% comparando com o mesmo valor do ano passado. No total, a receita líquida da companhia foi de 210,2 milhões de reais, crescimento de 12,9%.

Segundo comunicado enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a performance foi bem superior ao desempenho geral do setor de materiais de construção. “O desempenho reflete o crescimento de volumes de telhas de concreto e louças sanitárias, e o aumento de preços em todas as linhas de seu portfólio, além de um câmbio favorável”, afirmou na nota.

O Ebitda (sigla em inglês para lucro antes de juros, impostos, amortização e depreciação) foi de 46,2 milhões de reais. O valor foi 75,1% maior que o registrado no mesmo período do ano anterior

Vendas

O volume vendido do mineral crisotila no trimestre foi de 72,9 mil toneladas, um crescimento de 6%. A companhia atribuiu esse crescimento ao aumento de demanda e regularidade no fluxo das exportações.

As telhas de concreto apresentaram um crescimento no volume de vendas de 6,8%, principalmente em função da inauguração da nova fábrica em São José do Rio Preto (SP). Já as de fibrocimento apresentaram redução de 7,5%, principalmente, em função do reposicionamento de preços.

Endividamento e Investimentos

No final do período, a Eternit apresentou um caixa líquido de 14,4 milhões de reais. Em março de 2012, a dívida bruta da Eternit e suas controladas somavam 45,2 milhões de reais, principalmente, em função da antecipação dos contratos de câmbio das exportações, e as aplicações financeiras e disponibilidades totalizavam R$ 59,6 milhões.

No mesmo período os investimentos da companhia foram de 4,8 milhões de reais, destinados à manutenção do parque industrial do grupo. No ano anterior o valor foi de 8,1 milhões de reais.