Estoque alto faz Volkswagen suspender produção no PR

A suspensão ocorre após vendas recordes da indústria nos oito primeiros meses do ano

São Paulo – A Volkswagen suspendeu nesta semana a produção em sua fábrica em São José dos Pinhais (PR) por aumento dos estoques de veículos, informou a montadora alemã nesta segunda-feira. A suspensão ocorre após vendas recordes da indústria nos oito primeiros meses do ano.

A montadora alemã negociou com o Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Curitiba paralisação da produção em meio a feriados locais e da comemoração do 7 de setembro, na quarta-feira.

Os quatro dias de produção parada serão compensados em quatro sábados até o final de 2012, afirmou o secretário-geral do sindicato, Jamil D’Ávila.

A flexibilidade acontece após forte ritmo de produção no primeiro semestre, em que montadoras chegaram a abrir turnos extras para dar conta da demanda por veículos do país.

Segundo D’Ávila, a Volkswagen tem cerca de 10 mil carros no pátio da fábrica em São José dos Pinhais, quando o normal é um volume de 4 mil a 5 mil unidades. A planta produz os modelos Golf, Fox e CrossFox.

“A empresa havia informado que houve uma queda nas vendas (…) mas temos trabalhado normalmente, num ritmo de 810 carros por dia”, disse o secretário-geral do sindicato.

A assessoria de imprensa da Volkswagen confirmou a parada na produção da planta e informou que o motivo deve-se ao nível dos estoques. Apesar disso, a empresa não informou o volume de veículos no pátio da fábrica.

A associação de concessionários brasileiros, Fenabrave, divulgou na sexta-feira passada uma queda de 0,44 por cento nas vendas de automóveis em agosto em relação ao mesmo período de 2010. Na comparação mensal houve alta de 6,3 por cento.

Na ocasião, o presidente da Fenabrave, Sergio Reze, comentou que as distribuidoras fecharam agosto com estoques para mais de 40 dias, quando o ideal seriam 21 dias. “Não está havendo equilíbrio entre oferta e procura”, afirmou Reze na sexta-feira.


Segundo expectativa da entidade que reúne as montadoras instaladas no país, o Brasil deve registrar novo recorde de vendas em 2011, com alta de 5 por cento nos licenciamentos, para 3,69 milhões de veículos.

Em São Bernardo do Campo, na região metropolitana de São Paulo, a montadora cancelou dois sábados de produção reservados para julho e agosto, segundo o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC.