Máquina de cartões do Mercado Livre agora oferece crédito a vendedores

O valor fica disponível na conta Mercado Pago do vendedor, que passa a contar com capital de giro para comprar mercadorias e investir no negócio

São Paulo – A máquina de cartão do Mercado Pago, divisão do Mercado Livre, terá uma nova função a partir de agora. Além de receber pagamentos por cartões de crédito ou débito, os vendedores que a usarem em seus negócios também poderão pedir empréstimos de R$ 300 a R$ 50 mil.

O serviço está disponível para todos os vendedores que utilizam a Point, maquininha do Mercado Pago, que não tem aluguel e pode ser comprada por R$ 68,80 em até 12 vezes. Com taxas a partir de 2,99% ao mês, os empréstimos são voltados a micro, pequenas e médias empresas e profissionais autônomos.

O valor fica disponível na conta Mercado Pago do vendedor, que passa a contar com capital de giro para comprar mercadorias, pagar fornecedores e investir no negócio. Eles ainda contam com uma carteira digital, pagamentos via aplicativo, máquina Point e cartão.

“O serviço busca fomentar os negócios, democratizar o acesso ao dinheiro e possibilitar a inclusão financeira”, afirmou Tulio Oliveira, diretor do Mercado Pago no Brasil em entrevista exclusiva ao site EXAME.

A oferta do financiamento é aprovada a partir de um modelo de scoring próprio, que analisa o histórico de transações do usuário na plataforma para calcular valores e condições de contratação. Toda a negociação e tomada de crédito são feitas online, o que também atende vendedores que não têm uma conta bancária.

Durante a crise econômica dos últimos anos, o crédito a pequenas e médias empresas oferecido por grandes bancos ficou bastante restrito, uma vez que essas instituições consideravam o segmento como tendo um risco maior de inadimplência. O Mercado Pago busca preencher essa lacuna e tornar seus vendedores e parceiros mais incluídos em seu ecossistema de negócios.

Sobre o risco da operação, Oliveira afirma que o perigo percebido pelos bancos é alto devido à falta de informações sobre este público dentro das instituições. “No nosso caso, temos um modelo de scoring próprio do Mercado Pago, que analisa o histórico de transações do usuário na plataforma nos últimos 3 meses para calcular valores e condições de contratação”, afirmou.

Expansão do crédito

A oferta expande a atuação da divisão de pagamentos do Mercado Livre. A Point H, primeira máquina de cartões da empresa, foi lançada em 2015. O lançamento mais recente é o da Point Mini, em 2017.

Já em janeiro deste ano, ela começou a oferecer empréstimos aos vendedores brasileiros que usavam a plataforma online para vender suas mercadorias.

Na América Latina, a empresa já chegou a emprestar 150 milhões de dólares na região – 85 milhões de dólares apenas no Brasil. Foram contratadas mais de 28,5 mil linhas de capital de giro a 25 mil vendedores, por um tíquete médio de 5 mil dólares.

A companhia não divulga quantos vendedores já usam as suas maquininhas, mas afirma que em 2017 foram vendidas seis vezes mais maquininhas Point do que em 2016, impulsionadas principalmente pelo lançamento da Point Mini. Além disso, o volume total de pagamentos em 2017 cresceu quatro vezes em relação ao ano anterior, considerando somente o transacionado através da Point.

Hoje, o Mercado Pago tem mais de 211 milhões de usuários na América Latina e o Brasil representa a maior parte deste volume. A companhia finalizou 2017 com 231,4 milhões de transações, crescimento de 67% em relação ao ano passado, resultando em um volume total de pagamentos (TPV) de US$ 13,7 bilhões no ano.

Veja também