Entrega de encomendas por lockers chega ao Brasil

Método de envio por meio de armários é ideal para quem não pode receber compras em sua residência

Esqueça a preocupação de ter alguém em casa ou depender da disponibilidade dos porteiros de edifícios para receber encomendas. Os terminais de autoatendimento postal – uma tendência em lugares como Estados Unidos, Japão e Europa – vão começar a funcionar no Brasil por meio da Total Express, empresa de logística do Grupo Abril.

Para quem envia produtos, o serviço garante a entrega segura, sem o risco de não encontrar o destinatário. Para o cliente, representa a certeza de que conseguirá retirar o que comprou. Universitários que vivem em repúblicas e profissionais que não querem receber encomendas pessoais no escritório ou carregá-las para casa depois do expediente são grandes públicos potenciais.

A ação é consequência de um esforço da transportadora em ouvir o consumidor. “Temos buscado entender os desejos do mercado, seja de varejistas online, seja de consumidores finais”, afirma Eduardo Peixoto, diretor de produtos e qualidade. “No ano passado, lançamos o Frete Expresso, com entrega mais rápida. E a adesão foi grande. Agora, vamos iniciar as operações com lockers ainda em janeiro de 2018.”

O produto também é resultado de uma pesquisa feita pela Total Express em conjunto com a Wayra Consultoria. O levantamento concluiu que 29% dos entrevistados, todos consumidores finais, gostariam de contar com a opção de retirar suas encomendas em lockers, armários disponíveis em pontos de retirada fixos. A empresa resolveu, então, atender a essa demanda.

O projeto será viabilizado por meio da parceria entre a InPost, proprietária dos armários eletrônicos, a Ipiranga, que disponibilizará postos para a instalação dos lockers, e a Via Varejo, empresa que administra as marcas Casas Bahia, Pontofrio e o e-commerce do Extra, primeira varejista que oferecerá essa opção de entrega para compras online.

Uma das vantagens para quem envia e recebe é que os lockers funcionam 24 horas por dia. Além disso, o consumidor pode optar por receber as entregas em locais convenientes, perto da faculdade ou do trabalho, por exemplo. Pessoas que vivem em regiões não atendidas pelas transportadoras também se beneficiam dessa modalidade. “Estamos começando em São Paulo, com a perspectiva de avançar para outras cidades ao longo de 2018”, completa Peixoto.