Eni conclui venda de 30% na companhia de gás Snam

Operação será paga em duas parcelas, além de 1,76 bilhão de euros pago ao banco estatal Cassa Depositi e Prestiti

Roma – A companhia de energia italiana Eni informou nesta segunda-feira que concluiu a venda de uma fatia de 30% na empresa de gás natural Snam para o banco estatal Cassa Depositi e Prestiti (CDP), por 3,52 bilhões de euros. Também nesta segunda-feira a Eni recebeu 1,76 bilhão de euros e o restante será pago em duas parcelas, em 31 de dezembro deste ano e 31 de maio do ano que vem.

Segundo a Eni, sua dívida líquida vai diminuir 14,7 bilhões de euros após a venda da fatia na Snam. O acordo entre as duas já tinha sido divulgado em maio.

Separadamente, a Snam divulgou a nomeação de Lorenzo Bini Smaghi, Roberta Melfa e Andrea Novelli para seu conselho administrativo, em substituição aos representantes da Eni, Alessandro Bernini, Massimo Mantovani e Salvatore Sardo, que renunciaram.

Smaghi, que já foi membro do conselho do Banco Central Europeu (BCE), será o novo chairman da companhia. As informações são da Dow Jones.