Eneva pode pagar 200 milhões a credores da OGX

Companhia de termoelétricas criada por Eike Batista se compromete a comprar 66,7% de petrolífera sob determinadas condições

São Paulo – A Eneva, ex-MPX, anunciou hoje um contrato que pode pagar 200 milhões de reais aos credores da OGX Maranhão – subdivisão da OGX, a companhia petrolífera criada por Eike Batista. O acordo foi anunciado por meio de fato relevante publicado na manhã de hoje no site da Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

De acordo com o documento, a Eneva se compromete a comprar 66,7% da OGX Maranhão em caso de “excussão de garantias pelos bancos credores e/ou pelo agente de garantia”. Em outras palavras, o trato só vale em caso de recuperação judicial ou falência – além de depender da aprovação do CADE e outros órgão reguladores. A medida faz sentido pelo fato da Eneva ser uma empresa do setor de termoelétricas e a OGX Maranhão produzir gás natural, um dos combustíveis desse tipo de usina.

Esse movimento se junta aos boatos de que a OGX poderia pedir hoje sua recuperação judicial. As dívidas da companhia petrolífera estão avaliadas em 4 bilhões de dólares. Hoje, a Eneva está sob controle do grupo alemão E.ON.