Energia fica mais cara no Ceará, Rio grande do Sul e Sergipe

A Aneel aprovou reajuste para Coelce (CE). As tarifas da AES Sul (RS) e Energisa Sergipe (SE) foram revisadas

Brasília – A diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou nesta terça-feira um reajuste médio de 3,52 % nas tarifas da distribuidora cearense Coelce.

As novas tarifas entram em vigor no dia 22. Para os clientes residenciais, o aumento médio será de 4,38 %, enquanto as tarifas cobradas das indústrias subirão 1,47 %.

A agência também aprovou as revisões tarifárias da AES Sul (RS) e da Energisa Sergipe. Para a primeira, foi autorizado um aumento médio de 3,93 % para os clientes residenciais e uma de 3,91 % para as indústrias, a vigorar a partir do dia 19. A AES Sul abastece 1,2 milhão de unidades de consumo em 118 municípios gaúchos.

No caso da Energia Sergipe, os clientes residenciais pagarão 6,6 % a mais, enquanto as indústrias terão um desconto de 0,07 %. O aumento entra em vigor no dia 22.