Empresas ampliam ações em prol da comunidade

Pesquisa do Ipea mostra que cerca de 600 000 companhias atuam em programas voluntários

A participação empresarial em ações sociais cresceu 10 pontos percentuais entre 2000 e 2004, passando de 59% para 69%  das companhias entrevistadas no estudo realizado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Cerca de 600  000  empresas  atuam em programas voluntários no Brasil, realizando investimentos que em 2004 chegaram a cerca de 4,7 bilhões de reais – o equivalente a 0,27% do Produto Interno Bruto (PIB).

O maior crescimento no número de empresas atuantes no período foi verificado no Sul. Em 2000, 46% das firmas da região desenvolviam ações voltadas para a comunidade. Esse número subiu para 67% em 2004. O Nordeste aumentou sua atuação em 19 pontos percentuais, passando de 55% para 74% e, assim, ultrapassando o Sudeste que, em 2004, contava com 71% de participação. Já a região Norte cresceu 15 pontos percentuais, passando de 49% para 64%, e a Centro-Oeste de 50% para 61%.

A pesquisa do Ipea revela, ainda, que 94% das grandes companhias realizam programas sociais, sendo as que mais investem na comunidades. Nas micro-empresas, o  percentual de participação em ações sociais é de 66% e, nas médias, de 87%.

Os investimentos do setor privado, no entanto, são pouco influenciados pela política de benefícios tributários. Apenas 2% das companhias utilizam estes benefícios. Para os empresários, o valor do recurso é tão pequeno  que não compensa seu uso.