Empresário Carlos Slim planeja se aposentar, diz presidente do México

Segundo López Obrador, homem mais rico da América Latina disse-lhe ter a intenção de parar antes do fim do governo do mandatário

O presidente do México, Andrés Manuel López Obrador, disse nesta terça-feira, 26, que o magnata Carlos Slim, o homem mais rico do país, planeja se aposentar da vida empresarial durante seu mandato, que se encerra em dezembro de 2024.

“Ele quer se aposentar e quer fazer isso neste mandato de seis anos, então ele está disposto a apoiar não só o lado dos negócios, mas também as ações de bem-estar para nossa população”, disse López Obrador em sua tradicional coletiva matutina.

“Temos essa disposição por parte do engenheiro Carlos Slim para ajudar economicamente e também ajudar socialmente”, acrescentou.

O império de Slim, de 79 anos, inclui a empresa de telecomunicações América Móvil – com presença em 25 países -, a financeira Inbursa e o Grupo Carso.

Slim é o homem mais rico da América Latina, com uma fortuna estimada em 61,6 bilhões de dólares, segundo a revista Forbes.

Mais tarde, Arturo Elías Ayub, diretor de alianças estratégicas da América Móvil e genro do empresário, falou sobre isso no Twitter.

“O engenheiro Slim comentou com o presidente que os dois terão quase 6 anos de intenso trabalho pelo país, o presidente por mandato eleitoral e o engenheiro por causa de sua idade”, afirmou.

A relação de López Obrador com empresários mexicanos tem tido altos e baixos desde a campanha presidencial.

Em particular, o presidente teve diferenças com Slim acerca do cancelamento do projeto de um novo aeroporto na Cidade do México – uma obra de 13,3 bilhões de dólares, da qual suas empresas participavam.

No entanto, em um evento no início deste mês para os primeiros 100 dias do governo de López Obrador, Carlos Slim disse que estava confiante de que o México poderia crescer a 4% ao ano, como o presidente almeja.