Embraer tem prejuízo de R$ 314,4 mi no 3º trimestre

Receita líquida da Embraer mostrou alta de 1,8%, passando de R$ 4,609 bilhões no terceiro trimestre de 2018 para R$ 4,693 bilhões

São Paulo — A Embraer registrou um prejuízo líquido atribuído aos acionistas de R$ 314,4 milhões no terceiro trimestre deste ano. O valor é 501,1% maior que os R$ 52,3 milhões reportados em igual período de 2018.

Já pelo critério ajustado, a companhia contabilizou prejuízo líquido de R$ 191,7 milhões, ante uma perda de R$ 73,8 milhões reportada um ano antes. Esse parâmetro exclui o imposto de renda e contribuição social diferidos no período.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações) totalizou R$ 75,0 milhões entre julho e setembro, queda de 83,1% frente aos R$ 444,2 milhões registrados um ano antes. A margem Ebitda, por sua vez, ficou em 1,6%, contração de 8,0 pontos porcentuais (p.p.) sobre o terceiro trimestre de 2018.

O resultado operacional (Ebit) atingiu R$ 80,4 milhões negativos ante resultado positivo de R$ 208,6 milhões reportado um ano antes. Na mesma base de comparação, a margem Ebit ficou negativa em 1,7%, contra 4,5% positivos observados no terceiro trimestre de 2018.

Veja também

Sobre o desempenho de suas operações no período, a companhia atribuiu a redução no Ebit e na margem Ebit a quedas de rentabilidade na Aviação Comercial (mix de entregas menos favorável), Defesa & Segurança (revisões da base de custos no contrato de desenvolvimento do KC-390) e Serviços & Suporte (queda de receita em peças sobressalentes e materiais). Porém, a empresa afirma que essa piora foi compensada por maior rentabilidade na Aviação Executiva, devido a receitas mais altas e diminuição nas despesas administrativas e comerciais.

A Embraer destaca ainda que, no trimestre, observou elevação das “outras receitas (despesas) operacionais líquidas”, principalmente em virtude dos custos de separação relacionados à parceria estratégica com a Boeing. No período, os valores relacionados a segregação do negócio de Aviação Comercial somaram R$ 138,1 milhões.

A receita líquida da Embraer mostrou alta de 1,8%, passando de R$ 4,609 bilhões no terceiro trimestre de 2018 para R$ 4,693 bilhões em igual período deste ano.

Os números de 2018 foram reapresentados por causa da adoção das normas contábeis IFRS 15 e IFRS 9.

Entre julho e setembro, a fabricante entregou 17 aeronaves comerciais e 27 executivas (15 jatos leves e 12 grandes), comparado aos 15 jatos comerciais e 24 executivos (17 leves e sete grandes) entregues um ano antes. Ao final do trimestre, a carteira de pedidos firmes atingiu US$ 16,2 bilhões, contra US$ 16,9 bilhões no segundo trimestre deste ano e US$ 13,6 bilhões no terceiro trimestre de 2018.