Em notificação extrajudicial, XP pede à Qualicorp que suspenda acordo

Advogados avaliam que a carta sinaliza que a gestora poderá recorrer a medidas judiciais para anular os efeitos imediatos do acordo anunciado ontem

Rio – A XP Investimentos solicitou nesta terça-feira, 2, que a Qualicorp se abstenha de realizar qualquer pagamento ou peça o ressarcimento dos 150 milhões de reais acordados com seu sócio fundador, José Seripieri Filho. Além disso, solicita que a companhia revogue o acordo anunciado ontem e convoque imediatamente uma assembleia geral extraordinária.

O pedido consta de notificação extrajudicial enviada nesta tarde para a gestora de planos de saúde.

Procurada, a XP não quis comentar o documento.

Advogados avaliam que a carta sinaliza que a gestora poderá recorrer a medidas judiciais para anular os efeitos imediatos do acordo anunciado ontem.

Em paralelo, a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) seguiria com o processo administrativo já iniciado e que poderá se converter em um processo sancionador, que tem um trâmite mais longo e não impediria o pagamento.

Na carta, a XP alega que o acordo não traz qualquer benefício para a companhia e ainda a penaliza com a destinação de recursos ao sócio-fundador sem vantagens claras para a empresa.

Acusa ainda a Qualicorp de ter realizado a transação “a portas fechadas”, com a divulgação do acordo concomitante ao pagamento. Indica que pode buscar a responsabilização dos administradores pela decisão, que considera contrariar seus deveres com a companhia.

Em comunicado ao mercado, a Qualicorp reforçou que o conselho de administração decidiu sem interferência ou participação do acionista e que o acordo ocorreu no melhor interesse da companhia após vários meses de análise. Acrescentou ainda que o Conselho considerou o valor indenizatório adequado.

Nesta terça-feira, as ações da Qualicorp avançaram 10,9 por cento na Ibovespa.