Elon Musk, o bilionário que quer colonizar Marte em 10 anos

Musk é dono da fabricante de foguetes SpaceX e diz que a missão de sua vida é conquistar o planeta vermelho

São Paulo – Em entrevista recente à rede norte-americana CBS, Elon Musk, o bilionário fundador do PayPal e da Tesla Motors, afirmou que, em 10 a 12 anos, enviará as primeiras missões colonizadoras para Marte.

E não, ele não está brincando. Este sonho é levado muito a sério pelo americano-canadense nascido na África do Sul, a ponto de, em 2002 ele ter criado a SpaceX, uma fabricante de foguetes e de tecnologia espacial.

Em seu site oficial, ela se define desta maneira: “SpaceX projeta, fabrica e lança avançados foguetes e naves espaciais. A companhia foi fundada em 2002 para revolucionar a tecnologia espacial, com o objetivo final de possibilitar às pessoas viverem em outros planetas”.

A SpaceX é uma das únicas empresas privadas neste meio, e talvez a de mais sucesso. Em 2008, ela fechou um contrato de 1,6 bilhões de dólares com a NASA para prover 12 voos entre a Terra e a Estação Espacial Internacional, substituindo a Space Shuttle, que iria se aposentar em 2011.

A empresa de Musk também está concorrendo a uma licitação para construir naves espaciais para a NASA. Se vencer, terá, além de um contrato multibilionário, a dianteira em um negócio completamente inexplorado, o turismo espacial.

Para Elon Musk, povoar o espaço é sua missão de vida. “O futuro da humanidade estará mais garantido se não dependermos de um único planeta”, disse em entrevista ao Business Insider em janeiro de 2014.

Segundo o bilionário, o problema de Marte é que ele é frio demais. Mas se fosse possível iniciar um processo de aquecimento do planeta, a atmosfera iria se adensar e as paredes de gelo iriam derreter, dando origem a algo parecido com a Terra.

“É claro, isso é uma jornada extremamente difícil, mas é fisicamente possível”, afirmou na entrevista. Tecnologias para tornar isso uma realidade no futuro são um dos focos da SpaceX.

Em entrevista recente à rede norte-americana CBS, Musk afirmou que a tecnologia necessária para o transporte está sendo desenvolvida em um ritmo maior do que o esperado e que, em de 10 a 12 anos já será possível enviar missões colonizadoras ao planeta vermelho.

Segundo ele, as naves terão de ser bem maiores das existentes hoje, para carregar a tripulação e as máquinas necessárias para iniciar o processo.

Enquanto isso, na Terra…

Se no Espaço Elon Musk está preocupado em colonizar Marte para garantir a sobrevivência da humanidade, aqui na Terra seu foco é salvar o planeta da poluição.

A Tesla Motors é a empresa que está desenvolvendo a nova geração de automóveis movidos a baterias de lítio, que não geram gases poluidores.

A empresa planeja gastar 5 bilhões de dólares na construção de uma fábrica gigantesca para dobrar, em alguns anos, o número de baterias desse tipo existentes no planeta.

Se depender do bilionário, que tem uma fortuna estimada pela Forbes de 7,7 bilhões de dólares, o futuro dos humanos está garantido, neste e em outros mundos.