Cade aprova negócio entre Energisa e Eletropaulo

Operação, orçada em mais de 3 bilhões de reais, foi anunciada no dia 5 de abril

São Paulo – A Energisa recebeu aval do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), sem restrições, para uma eventual aquisição do controle da Eletropaulo, responsável pela distribuição de eletricidade na região metropolitana de São Paulo, de acordo com comunicado da companhia ao mercado.

A Energisa, que controla nove distribuidoras de energia e atua também em transmissão, anunciou em 5 de abril uma oferta para aquisição do controle da Eletropaulo que pode envolver um desembolso de até 3,24 bilhões de reais.

Na ocasião, a Eletropaulo disse que responderia em até 15 dias à proposta da Energisa, que envolveria a realização de uma oferta pública voluntária de aquisição (OPA) da totalidade de suas ações.

Antes, a italiana Enel já havia apresentado uma oferta pela Eletropaulo, e a expectativa de especialistas é que a disputa pela maior distribuidora de energia do Brasil em faturamento e volume negociado ainda atraia possíveis novas ofertas de outros investidores.

A Eletropaulo disse em seu comunicado, citando informação recebida da Energisa, que a decisão do Cade “ainda está sujeita a recurso ou avocação do ato de concentração pelo prazo de 15 dias da data de sua publicação no Diário Oficial da União”, realizada nesta segunda-feira.

“Caso não seja interposto recurso nem ocorra a avocação em tal prazo, a decisão transitará em julgado, tornando-se definitiva”, adicionou a elétrica.

Em seu parecer sobre a operação, o Cade entendeu que uma possível compra da Eletropaulo pela Energisa “não acarreta prejuízos ao ambiente concorrencial”, principalmente porque as empresas operam em áreas de concessão distintas e são sujeitas à regulação da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).