Elétrica EDP quer expandir parceria com chineses

A elétrica portuguesa EDP planeja expandir sua parceria com a chinesa China Three Gorges e o mercado brasileiro é um dos alvos das companhias

Londres – A elétrica portuguesa EDP planeja expandir sua parceria com a chinesa China Three Gorges e o mercado brasileiro é um dos alvos das companhias, disse o presidente-executivo Antonio Mexia nesta quinta-feira.

A Three Gorges, que também é a maior acionista da EDP, estabeleceu uma parceria com a elétrica europeia no Brasil, pela qual ambas compartilham o controle de usinas hidrelétricas e parques eólicos no país.

“Há alguns mercados em que nós claramente temos a mesma visão, então isto nos permite ter uma boa parceria no futuro. O Brasil é um exemplo”, disse Mexia aos jornalistas nos bastidores de evento da EDP com investidores em Londres.

Em 2011, a Three Gorges se comprometeu a investir 2 bilhões de euros na aquisição de participações minoritárias nos projetos da EDP. Mexia disse a promessa de investimentos será cumprida até o fim deste ano através da participação da chinesa em projetos na França e na Grã-Bretanha.