1ª Exposição Anual de Pinturas do Gerando Falcões patrocinada pelo Banco ABN AMRO

Local: Rua Mourato Coelho, 1404
Data: 10/11/2018
Horário: 14hrs às 19hrs
Realização: Gerando Falcões
Artistas: crianças de 9 a 17 anos participantes da oficina de arte da ONG
Patrocínio: Banco ABN AMRO

Para as crianças das favelas de Poá, na grande São Paulo, vernissage nunca foi um termo familiar. Obras de arte eram um universo distante, até mesmo para apreciação, quanto mais sonharem em serem artistas. Na oficina de pintura do Gerando Falcões, projeto que atende cerca de dez favelas em São Paulo e Maceió, com apoio de grandes empresários e da comunidade, as crianças aprenderam a sonhar alto e a retratar de uma nova maneira o universo em que vivem.

O professor Marcos de Oliveira Lopes é quem direciona e ensina técnicas de pintura a óleo para os participantes das oficinas de artes da ONG. O artista tem uma trajetória alinhada com os princípios da ONG: vindo de Garanhuns- PE para São Paulo com 10 anos, foi morar em uma comunidade, onde presenciou muita violência e cresceu com medos e traumas, e tinha o desenho como ferramenta de escape. Seu sonho era mudar uma parte do mundo com suas obras, pintando o contraste entre a riqueza e a pobreza. Hoje, além das aulas no projeto, mantém forte produção e tem entre os compradores de suas obras diversos empresários do Brasil e exterior.

Na exposição, patrocinada pelo o Banco ABN AMRO, serão apresentados mais de 28 quadros, pintados por crianças de 9 a 17 anos. A primeira vernissage organizada pela ONG será um marco para a trajetória das crianças. Ter os quadros expostos e vendidos em uma região central da cidade de São Paulo fortalece, ainda mais, a missão da Rede Gerando Falcões: erguer pontes de oportunidades entre a periferia e o centro e mandar a atual favela para o museu.

Obra da aluna Samara Carrazedo

Sobre o Gerando Falcões

O Gerando Falcões trabalha com foco em educação para moradores de periferias e favelas utilizando a cultura, o esporte e a qualificação profissional para geração de oportunidades. Suas três unidades, sendo duas na Grande São Paulo (Poá e Vila Prudente) e uma em Maceió, juntas atendem quase dez favelas.

Nascido numa favela em Poá, na Grande São Paulo, o fundador Edu Lyra sempre foi um jovem inquieto. Fundou a ONG em 2011 e em 2014 saiu na lista da Revista Forbes entre os 30 jovens mais influentes do País abaixo dos 30 anos.

A ONG tem passado por um momento de expansão e, por isso, conta com um time forte de apoiadores em conhecimento de mercado como a Cherto Consultoria, Accenture e Ambev, que ajudam na gestão da ONG. O projeto é apoiado também por empresários de peso como Jorge Paulo Lemann (AB-Inbev), Carlos Wizard (Taco Bell, Mundo Verde e outras), Flávio Augusto (Orlando City, meuSucesso.com e Wise Up), Daniel Castanho (Ânima Educação), Carlos Sanchez (SEM) e Elie Horn (Cyrela).

Sobre o Banco ABN AMRO

O ABN AMRO retornou ao Brasil em 2013, um país que possui fortes raízes na história do banco. Com um time de aproximadamente 100 colaboradores, estamos prontos para melhor servir nossos clientes corporativos do Corporate & Institutional Banking.

Desde então, uma das premissas é a preocupação com a sociedade e o meio ambiente. Com o apoio de uma comissão formada por funcionários voluntários (Comissão de Responsabilidade Socioambiental), o ABN AMRO Brasil obteve a Certificação LIFE, tornando-se a primeira instituição do mercado financeiro no mundo a compensar o seu impacto à biodiversidade. Da mesma forma, vem praticando constantemente ações em apoio a projetos sociais e culturais que incentivam a inclusão e a diversidade.