EBX diz que dívida com BNDES é de R$ 109 mi e não R$ 10 bi

Valor seria referente à exposição direta com o banco e bem menor ao divulgado pela Revista Veja no final de semana

São Paulo – O grupo EBX, controlado pelo bilionário brasileiro Eike Batista, afirma que sua dívida direta com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) é de 109 milhões de reais e não de 10 bilhões de reais, como afirmava uma reportagem divulgada pela Revista Veja neste final de semana.

O montante divulgado pelo grupo desconsidera juros, operações garantidas por carta de fiança ou valores repassados por outros bancos e com a MPX, co-controlada também pelo E.ON.

O BNDES, por meio de sua assessora de imprensa, confirmou que o valor de operações contratadas pelo grupo é de 9,14 bilhões de reais, concedidos desde 2005. O montante não seria referente à dívida do grupo de Eike, já que contempla as tomadas de crédito que foram pagas, além de dívidas contratadas, mas ainda não desembolsadas pelo banco.

Segundo o BNDES, a maior parte desses recursos – 3,8 bilhões de reais – foi contratada em 2009. Apenas no ano passado, o valor contratado por Eike com o banco foi de 2,7 bilhões de reais.