Duratex adia investimento de R$ 1 bilhão

Crise financeira faz empresa congelar plano pela segunda vez

Os investimentos da Duratex – empresa do grupo Itaúsa, holding que controla o banco Itaú – na expansão de produção foram adiados pela segunda vez desde o anúncio do plano em maio passado.

O plano era investir 1 bilhão de reais na produção de painéis com tecnologia Medium Density Particleboard (MDP), prevista para o segundo semestre de 2010. Com a decisão anunciada nesta segunda-feira, o projeto fica congelado por tempo indeterminado.

Em outubro passado, a empresa já havia adiado o investimento por seis meses – período necessário para avaliar o cenário econômico mundial.

A Duratex, líder na fabricação e na comercialização de produtos de madeira, louças e metais sanitários, tem fábricas em quatro municípios do interior de São Paulo: Agudos, Botucatu, Itapetininga e Jundiaí.

Apesar do bom desempenho em 2008, quando teve receita líquida de 1,9 bilhão de reais – um aumento de 14,5% em relação ao ano anterior – a empresa anunciou no mês passado a desativação de três linhas de produção de chapas finas de fibra de madeira prensada, localizadas em Jundiaí, por estarem obsoletas.

Às 15h03, as ações preferenciais (sem direito a voto) da empresa eram vendidas a 18,08 reais, uma alta de 2,72%