Dona do Marinex e do copo americano é comprada por grupo norte-americano

A Nadir Figueiredo é a criadora dos famosos copos americanos e da marca Marinex. Ela produz de copos de vidro de requeijão e azeitonas a travessas e taças

O grupo norte-americano de private equity HIG Capital comprou a centenária fabricante de produtos de vidro Nadir Figueiredo por 836,27 milhões de reais, informou a empresa brasileira. A venda aprovada pelos acionistas foi de 97,67% do capital. A compra será feita por meio da Flamengo Participações, controlada indiretamente pela HIG Capital.

Desde a sua fundação em 1993, a H.I.G. Capital LLC investiu em mais de 300 empresas globalmente. O objetivo com a compra da brasileira é a diversificação do  seu portfólio de negócios na América Latina, informa a Nadir Figueiredo em fato relevante.

A Nadir Figueiredo é a criadora dos famosos copos americanos e, desde 2011, dona da marca Marinex. Ela produz de copos de vidro de requeijão e azeitonas a travessas, potes e taças. A companhia teve receita de 1,1 bilhão de reais em 2018 e apresentou lucro de 84 milhões de reais no ano passado, alta de 46%. A empresa é negociada na bolsa desde os anos 70.

A companhia brasileira tem vários diferenciais que motivaram o investimento do fundo americano. É a líder do mercado no Brasil e América Latina e aumentou sua participação de mercado com a saída da americana Owens-Illinois do Brasil, com a qual negociava uma fusão que foi barrada pelo Cade.

Seus tradicionais produtos de vidro surfam na tendência “vintage” e original que passa por várias indústrias e são reconhecidos pelo público por sua qualidade. Além disso, o vidro é um material infinitamente reciclável sem perda de qualidade, um diferencial importante em um momento em que consumidores buscam diminuir o uso de plástico pelo bem do meio ambiente.

História

Até chegar aos icônicos produtos feitos de vidro, a companhia passou por diversos tipos de manufaturas diferentes.

A empresa, que nasceu em 1912 como uma oficina de máquinas de escrever, passou a fabricar artigos elétricos e de iluminação no ano seguinte. Vinte anos depois, mudou sua produção de artigos de iluminação para fabricar munição durante a Revolução Constitucionalista de 1932.

Entrou no segmento de vidros em 1935, com a aquisição de uma fábrica manual de vidros no bairro do Belém, em São Paulo. A fabricação automática só chegou dez anos depois.

Criou o icônico copo americano em 1947, que virou marca própria décadas depois, valorizando a tradição do produto brasileiro. Em 1958, expandiu para o Rio de Janeiro e em 1989, começou suas atividades na Europa. Em 2011, comprou a Marina, dona das marcas Marinex, Colorex e Duralex. Toda sua fabricação passou a ser concentrada em Suzano, SP, em 2014.