Dona da Avianca tem interesse na gestão de aeroportos

Na Colômbia, a Avianca já atua nesse segmento

São Paulo – O grupo Synergy, dono da Avianca Brasil, anima-se com a possibilidade de ter participação em aeroportos, aventada por anúncio realizado ontem (1/6) pela presidente Dilma Rousseff. “Aeroporto é um assunto que interessa para o grupo”, disse José Efromovich, presidente da Avianca Brasil.

Na Colômbia, o grupo opera alguns terminais, como o terminal doméstico de Bogotá. “Temos interesse; estamos esperando para saber como será”, afirmou. O presidente não acredita que a forma que será adotada no Rio Grande do Norte será a mesma de Guarulhos. No exterior, o grupo Avianca auxiliou, inclusive, na construção de aeroportos.

Avianca Taca

A holding Avianca Taca captou 250 milhões de dólares em seu ipo realizado em 2010. O valor será usado para investimentos na companhia, segundo Efromovich. A holding não tem em vista a aquisição de outra empresa. “Hoje não está nos planos. A lição de casa que temos é muito grande”, disse.

Efromovich não prevê uma união entre a Avianca Brasil e a Avianca Taca. “Esse ano não pensamos em fazer qualquer tipo de fusão entre as duas, salvo algo diferente que apareça e nos leve pra esse caminho”, disse.

A Avianca Brasil não tem ligação jurídica com a Avianca internacional, que é parte do grupo Avianca Taca, no qual o grupo Synergy tem participação.