Don Conrado deixa conselhos da Petrobras e BR, diz Veja

Segundo publicação, executivo teria renunciado aos cargos por discordar da gestão de Ademir Bendine

São Paulo – O conselho de administração da BR Distribuidora e Petrobras teve mais uma baixa hoje: Dan Conrado acaba de renunciar ao cargo, de acordo com informações de Veja.

O executivo ocupava a cadeira de suplente na Petrobras e de titular na BR Distribuidora e teria abandonado as funções por discordar da gestão de Aldemir Bendine no comando.

Ele foi presidente da Previ entre 2012 e 2014 e segue como presidente do conselho de administração da Vale desde 2012.

Começou a carreira como aprendiz do Banco do Brasil, aos 15 anos, lugar onde trabalhou muito tempo e teria conhecido o atual presidente da petroleira.

Bendine está no comando da Petrobras desde fevereiro, quando a então presidente Graça Foster renunciou ao cargo.

No início do mês, Clóvis Torres renunciou à presidência do conselho da BR e ao cargo de conselheiro suplente da Petrobras.

Procurada, a Petrobras ainda não se pronunciou sobre o assunto. 

Dívida recorde 

A Petrobras divulgou ontem seu balanço do terceiro trimestre com números que preocuparam o mercado.

A companhia bateu seu recorde de maior dívida empresarial: R$ 506,5 bilhões no terceiro trimestre, frente os R$ 415,5 bilhões de endividamento do trimestre anterior.

No período, a empresa também registrou o terceiro pior prejuízo já registrado em sua história, de R$ 3,75 bilhões negativos.