Direção da Air France propõe suspensão de projeto polêmico

A Air France propôs suspensão imediata do projeto Transavia Europe, esperando que funcionários voltem ao trabalho imediatamente, após dez dias de greve

A direção da Air France propôs nesta quarta-feira a suspensão imediata do projeto de baixo custo Transavia Europe, em meio a um conflito com os pilotos, esperando com isso que funcionários voltem ao trabalho imediatamente, após dez dias de greve.

O governo saudou a iniciativa da direção, considerando que “a responsabilidade dos pilotos agora é interromper o movimento”.

A direção também “pediu aos grevistas que retomem o trabalho o mais rápido possível”.

Procurados pela AFP, os sindicatos SNPL e Spaf não reagiram à proposta até o momento.

Nesta quarta-feira de manhã, a confusão reinava em torno da Transavia Europe, com o governo mencionando o abandono do projeto, enquanto a direção falava em suspensão, antes de anunciar em um comunicado no fim da tarde a sua “retirada imediata”.

Citados no comunicado, o presidente da Air France-KLM, Alexandre de Juniac, e o da Air France, Frédéric Gagey, consideraram que “não há mais razão alguma para greve porque mais nenhum temor de transferência de empregos para fora da França pode permanecer”.

Os pilotos da Air France temem que com o projeto ligado à companhia de baixo custo, pilotos de fora da França possam ser contratados com salários mais baixos.