Startup que desenvolve sistema de gestão para empresas e profissionais de TI recebe investimento e prepara expansão no mercado nacional

Os serviços de TI serão um fator-chave para os gastos com tecnologia da informação em 2019, quando o mercado mundial deve registrar um aumento de 4,7% frente a 2008 e atingir a marca de US$ 1 trilhão, de acordo com previsão do Gartner. Só no Brasil, há cerca de 400 mil empresas de TI e desenvolvedoras (software houses) que demandam novos serviços e sistemas para qualificar gestão e aumentar a produtividade das equipes. 

Este é o mercado que foca a TiFlux, startup com sede em Joinville (SC) e que desenvolve um sistema de gestão para empresas e profissionais de TI. Criada há pouco mais de um ano – e com um crescimento exponencial ao longo de 2018 – a empresa é a nova investida da Taonga, criada por Marcelo dos Santos, ex-executivo da Datasul, TOTVS e da britânica Sage. Os recursos do investimento super anjo serão aplicados para acelerar o desenvolvimento da startup.

A solução desenvolvida pela TiFlux centraliza em uma plataforma única, aplicações que demandavam a utilização de uma série de outros sistemas (solicitação de chamado, acesso remoto, inventário, monitoramento ativo, chat e emissão de boleto). O foco são empresas prestadoras de serviço e áreas de TI – hoje há clientes em 13 estados. Em novembro, a empresa passa a ocupar um novo espaço para comportar a equipe, que deve continuar crescendo.

Desde junho, Marcelo atuava como advisor na TiFlux e, em virtude do crescimento acelerado,  decidiu pelo aporte. “Este crescimento e ótimos indicadores foram dois dos motivadores para fazer o investimento”, explica.

Além da carreira corporativa, Marcelo tem investido nos últimos anos em empresas de tecnologia em Santa Catarina – o que motivou a criação da Taonga, que oferece consultoria a startups e atua também com investimento anjo. Ele foi um dos sócios da ContaAzul, quando a startup tinha apenas 10 funcionários, em 2013, e também é investidor na Treasy, desenvolvedora de uma solução para Planejamento e Controladoria.

“A competência e o conhecimento que ele adquiriu nos últimos anos atuando na ContaAzul serão fundamentais para nos ajudar a acelerar nosso crescimento”, resume o CEO, que fundou a TiFlux ao lado dos sócios Ademir Vicente Machado Junior e Fabio Miguel Mello.

O desafio a que o software se propõe é resolver problemas comuns de técnicos e gestores de TI de empresas de qualquer porte, especialmente atendimento e feedback de chamados, acesso remoto aos clientes, análise de serviço e faturamento, acompanhamento com SLA (acordo de nível de serviço), entre outras funcionalidades.

“Depois de 20 anos atuando neste mercado, passando por diversos tipos de problema, de processos a atendimento, o propósito era construir uma solução que de fato ajudasse o profissional de TI, seja na gestão da equipe, na lucratividade, na transparência e satisfação do cliente ou em outros indicadores”, ressalta Marcio Jacson.

Na visão de alguns clientes, o sistema desenvolvido pela TiFlux se destaca pelo conjunto de funcionalidades, que priorizam uma comunicação fácil, reduzindo burocracia nos processos e gerando melhor experiência na prestação de serviços, como Gestão de uso de contrato, Solução de acesso remoto e Controle da produtividade.

O modelo é o de biblioteca ITIL (Information Technology Infrastructure Library), um conjunto de boas práticas em infraestrutura, operação e manutenção de serviços de tecnologia que apoiam as áreas tática e operacional das empresas.

COMPLEMENTARIDADE DE TIME: DETERMINANTE PARA O INVESTIMENTO

Embarcado neste sistema está um pouco da expertise que cada um dos sócios desenvolveu ao longo de duas décadas: Fabio, graduado em Ciências da Computação com pós em Segurança da Informação – e que desde os 10 anos desenvolvia jogos – está à frente da gestão de Engenharia, Produto e Marketing. Junior, com formação em Sistemas e MBA em Governança e TI, cuida da área de sucesso do cliente e consultoria. Marcio Jacson entrou para liderar a estratégia de vendas e contato com o mercado.

Em 2005, os três fundadores da TiFlux eram parceiros em outra empresa de tecnologia, a Informatech, em Joinville. Antes da era da programação em nuvem, eles estruturaram uma ferramenta para otimizar serviços de TI corporativa, especialmente nas áreas de gestão de contratos e faturamento, “tarefas que levavam quase duas semanas para serem concluídas à época”, lembra Marcio Jacson.

“Uma das coisas que aprendi com startups é a importância da complementaridade do time. A TiFlux tem sócios que são muito bons em suas áreas – de vendas, tecnologia/produto e marketing – e se complementam. Esta complementaridade é um ótimo começo para um startup de sucesso”, explica Marcelo, destacando uma das razões que levou a Taonga a investir na TiFlux.

A outra foi o desenvolvimento do produto: “não é uma plataforma sem conceito, o que eles fizeram foi democratizar a utilização de  metodologias de gestão de TI, como o ITIL, em uma ferramenta robusta e muito simples de ser usada, entregando resultados sensacionais para as empresas de TI e áreas de TI dentro das empresas. O maior exemplo do potencial de sucesso é praticamente não ter perda de clientes. Quem testa e começa a usar não vive sem, tamanho é o benefício entregue”, resume o investidor.

A empresa criou também uma série de conteúdos educativos para profissionais de TI, disponíveis no blog: www.tiflux.com.br/blog

Website: http://www.tiflux.com.br