Startup abre linha própria de 50 milhões de reais destinada a quem busca tocar seu próprio negócio

Não é de hoje que vem surgindo no mundo dos negócios uma quantidade expressiva de pessoas que querem ter o seu próprio negócio, que almejam trabalhar fazendo aquilo que amam e, consequentemente, que consigam conquistar uma maneira mais livre e autônoma de viver.

Segundo dados do Portal do Empreendedor, o número de microempreendedores individuais no país deu um salto de 81%, considerando o período dos últimos 3 anos, tempo este em que houve deterioração do mercado de trabalho com carteira assinada no Brasil.

Para se ter uma ideia, um estudo feito pela Federação das Indústria do Estado do Rio de Janeiro (FIRJAN), 76% dos jovens brasileiros sonham em ter o próprio negócio para se realizar ao longo da vida. Esse percentual mostra que dois em cada três brasileiros entre 25 e 35 anos têm como meta de vida deixar de ter um chefe e se dedicar no seu próprio negócio.

É aí que vem aquele tino empreendedor. Mesmo em meio a tantas turbulências econômicas e políticas, a novata Empodera (www.empodera.com) uma startup de empoderamento humano focada em um mix de fintech e moda brasileira, nasceu dando oportunidades de mudança de vida para pessoas que querem ter o seu próprio negócio.

Um estudo realizado pela MindMiners, em parceria com o Paypal, mostrou que o modelo de negócio escolhido pela maioria dos entrevistados é o B2C, com 34% das opiniões, isso quer dizer que a maioria dos futuros empreendedores quer um negócio de venda direta para o consumidor final.

E é neste sentido que a startup vem proporcionando oportunidades de ter o tão sonhado negócio próprio. Ofertando uma linha própria de 50 milhões de reais para os empreendedores interessados em investir na marca. A empresa financia o kit inicial por meio de seu cartão da marca própria (private label). Nele contém suas joias folheadas onde destacam ser de alta qualidade sem a presença de níquel em seu banho, cosméticos e, logo mais, uma linha exclusiva de óculos e lingerie para que o revendedor tenha um leque diversificado de produtos para oferecer ao cliente final, além de ter autonomia de horário e bom rendimento financeiro.

O Sebrae, estima-se que o número de microempreendedores individuais deva chegar em 12 milhões até 2019. Mas, quando o assunto é adiar o sonho de abrir o próprio negócio, a falta de capital foi apontada por 49% dos entrevistados como o que mais atrasa a tomada de decisão, segundo pesquisa da Mind Miners, já citada nesta matéria.

Para o CEO da empresa, Ricardo Nantes, que é empreendedor Endeavor e fundou o Portal Educação, maior empresa de e-learning da América Latina que foi vendida ao grupo UOL, o rápido crescimento se deve ao bom planejamento das ações, à uma equipe de líderes e gestores competentes e que entendem do negócio como um todo e, acima de tudo, às estratégias tecnológicas inovadoras que implantou na empresa.

“Grande parte deste público que atendemos, são ‘barrados’ pela falta de acesso ao crédito. Visamos facilitar, principalmente aos públicos da classe C e D, o acesso ao crédito sem burocracia através de nosso cartão de marca própria, desta forma, estamos ajudando milhares de pessoas de todo o Brasil a abrirem um negócio próprio com financiamento, treinamento, muita inovação e acompanhamento dos empreendedores que resolvem investir em nossa marca. Estamos disponibilizando uma linha própria de R$ 50 milhões de reais para quem desejar investir em ter seu próprio negócio conosco. Tudo isto aprovado em média de 24h”, ressalta Ricardo Nantes, presidente da empresa.

A inovação no marketing direto a fez atingir em pouco tempo milhares de revendedores com pouco mais de um ano de existência. Só de cartões da marca são mais de 40 mil que possibilitam desde o parcelamento da compra inicial e entrada na empresa, como nas compras futuras e outros benefícios oferecidos pela mesma.

“A autonomia e a liberdade são os fatores principais que os futuros empreendedores almejam, e foi nesta linha que nós resolvemos aproveitar, proporcionando sua estratégia de negócio diretamente ligada aos interesses de seus revendedores, chegando a oferecer uma margem de lucro de até 100% ou mais”, completa Nantes.

A Empodera fatura 2 milhões de reais ao mês e vem crescendo mais de 30% mensalmente. Deve ter um crescimento de 2.000% só neste ano, números impressionantes para o mercado. E tem chamado a atenção de muitos fundos e investidores.

Para Jorge Rocha, sócio do Fundo de Investimento Galícia, a Empodera talvez seja uma das maiores candidatas para se transformar em um novo unicórnio brasileiro. “E isso no mundo real! O Brasil é o país dos microempreendedores, com 12 milhões de desempregados que buscam uma nova forma de se desenvolver e gerar renda. Some-se a isso que o mercado de revendedores de produtos porta a porta já somam 4,5 milhões de pequenos empresários e, é neste nicho que a Empodera encontrou um modelo de negócio que quase triplica as margens médias atuais dos revendedores de outros produtos”, destaca Rocha.

“Sem dúvida, a Empodera terá um crescimento gigantesco, pois gera margens muito maiores para os seus revendedores. Modelo vencedor que deve movimentar muito o sistema de vendas porta a porta no Brasil”, completa o investidor, Jorge Rocha.

A Empodera pretende escalar para um topo mais alto, se posicionando para se tornar uma marca mundial de empoderamento humano por meio de suas soluções e produtos, utilizando as tecnologias do futuro como aliada em seus processos e abrindo portas e oportunidades para quem quer fazer parte deste universo empreendedor.
“Pretendemos, no ano que vem, fazer um piloto em um país da América do Sul, mas não vamos revelar o nome agora. Somos uma plataforma de vendas, acesso ao crediário e empoderamento, não uma empresa de semijoias como muitos pensam. Nossa missão é transformar o mundo através do empoderamento do ser humano”, finaliza Nantes.

Website: http://www.Empodera.com