Setor de serviços ganha apoio para redução da inadimplência

Embora a taxa de inadimplência do mercado financeiro apresente ligeira queda, pelo menos no crédito livre, com taxa de 3,7% em junho e 3,4% em julho entre as empresas, segundo o Banco Central, o indicador é apontado como o principal desafio das companhias de serviços. Como foco nesse segmento, a Nasajon Sistemas lançou, em setembro, o seu primeiro webinar sobre redução da inadimplência nas empresas do setor. A proposta é ensinar os empresários do segmento a lidar com a falta de pagamento dos seus clientes, considerado o principal fator desestabilizador da sua saúde financeira das empresas.

Sob o comando de Claudio Nasajon, fundador da empresa e investidor-anjo de Harvard, o webinar apresenta três diferentes perfis de inadimplente e como lidar com cada um deles. Entre os tipos apontados pelo empresário estão as companhias que já perderam as condições de arcar com os seus custos fixos e que, no médio prazo, podem entrar para a estatísticas de Falências e Recuperações. A proposta de Nasajon é focar as atenções nos demais perfis, usando estratégia que são abordadas em detalhes no webinar.

Segundo dados da Serasa Experian, 48% das empresas de serviços estavam negativadas em junho deste ano, o que colocou a área como a única a ter seu índice aumentado no comparativo com o mesmo mês do ano anterior. Para o presidente do Sindicato das Empresas de Asseio e Conservação do Rio de Janeiro, Ricardo Garcia, o problema maior está na inadimplência dos tomadores de serviço. “Está cada vez mais difícil receber dos clientes, especialmente os da área pública, apesar de já estarmos sofrendo problemas de recebimento também de clientes privados. Às vezes por dificuldade de controle do pagamento por parte dos clientes, outras por enorme demora no processamento e pagamento do reequilíbrio anual previsto nos contratos. Acaba virando uma bola de neve, pois se as empresas de serviços não recebem o que projetam, acabam não tendo como pagar o que devem”, explica Garcia.

A tecnologia como ferramenta de combate à inadimplência

A líder entre os segmentos inadimplentes também é a campeã de investimentos em tecnologia. Com base na pesquisa anual de uso de Tecnologia da Informação (TI), promovida pelo Centro de Estudos de Tecnologia da FGV, em 2017 as empresas do setor de Serviços investiram, em média, 11% do seu faturamento líquido em TI. Entre as ferramentas que foram foco de investimento estão os sistemas integrados de gestão, conhecidos como ERP, que figuraram entre os cinco temas mais citados nos projetos relacionados à TI, segundo a pesquisa.

Os sistemas, conhecidos pela integração que promovem aos processos de uma empresa, têm importante contribuição no controle da inadimplência. Para Eduardo Reis, Head Comercial e Marketing na Inove Serviços, a automação do controle dos contratos recorrentes é uma das principais vantagens do uso de um ERP no combate à inadimplência. “É preciso gerenciar a data de vencimento, os valores a serem cobrados, as datas de cobrança, os índices de reajuste, quanto foi cobrado e quanto pode ser gasto em cada contrato. São muitos controles internos e ainda é preciso investir atenção na inadimplência. Com um sistema integrado os processos são controlados e além de mais tempo para cuidar da inadimplência, tenho importantes insights relacionados a ela”, explica.

Sobre a Nasajon

A Nasajon Sistemas é uma das 200 maiores empresas de TI no país (IDG) e conquistou o mercado com seus sistemas integrados de gestão, conhecidos pela sigla ERP (Enterprise Resource Planning) que abrangem os processos que vão desde o controle de prospecção e vendas (CRM) à gestão de contratos, passando pelo faturamento, estoques, contas a pagar/receber, controle de atendimentos, contabilidade e folha de pagamento, entre outros.  A empresa tem investido no mercado de terceirização de serviços, área em que seu ERP já tem importante aderência e diferencia-se das concorrentes por ter o maior índice de satisfação do setor. 92% de clientes da Nasajon declaram-se satisfeitos com a empresa cujo NPS (Net Promoter Score) é superior a 56 (a média do setor é 35).

A empresa oferece um diagnóstico gratuito para empresas de serviços que aponta 5 áreas críticas para se obter melhoria imediata de resultados, disponível no site nasajon.com/diagnostico.

Para mais informações, acesse: www.nasajon.com.br.

Website: https://www.nasajon.com.br