Novas locações de imóveis crescem 6% no 1º semestre em SP

O número de novos imóveis residenciais alugados no primeiro semestre de 2018 na cidade de São Paulo cresceu 6% na comparação com o mesmo período do ano passado.

É o que aponta levantamento da Lello, imobiliária e administradora paulistana, que possui filiais com atendimento de locação em todas as regiões da capital paulista, além de escritórios no Grande ABC e Jundiaí.

Segundo a empresa, 82% das novas locações residenciais ocorridas nos seis primeiros meses deste ano foram de apartamentos. A maior demanda é por unidades bem conservadas, com dois dormitórios e uma vaga de garagem, preferencialmente em condomínios com boa estrutura de lazer e situados próximos a estações de metrô (veja lista abaixo). O valor médio das unidades alugadas ficou em R$ 2,2 mil.

“Na cidade de São Paulo a demanda segue crescente. As pessoas estão em constante mudança, priorizando sempre a localização do imóvel com a proximidade do local de trabalho. O fechamento de novos negócios tem sido facilitado porque os proprietários de imóveis andam bastante flexíveis na negociação”, diz Roseli Hernandes, diretora de Locação da Lello Imóveis.

Ela ressalta que entre os jovens a locação é uma tendência, pois há maior flexibilidade e mais opções. “Esse tipo de público valoriza as experiências e prefere acumular vivências antes de adquirir o primeiro imóvel”, afirma.

Bairros mais procurados para locação na cidade de SP (fonte: Lello Imóveis)

Zona Sul

Vila Mariana

Moema

Campo Belo

Paraíso

Brooklin

Santo Amaro

Itaim

Zona Oeste

Pinheiros

Vila Madalena

Perdizes

Higienópolis

Pacaembu

Zona Norte

Santana

Tucuruvi

Mandaqui

Casa Verde

Vila Guilherme

Zona Leste

Mooca

Vila Prudente

Tatuapé

Carrão

Belém