Mulheres já são maioria no mundo do empreendedorismo

As mulheres do Brasil ultrapassaram os homens na criação de novos negócios. A taxa de empreendedorismo feminino de empresas com até três anos e meio de existência ficou em 15,4% frente aos 12,6% entre os homens. As informações estão no estudo Global Entrepreneurship Monitor 2016, coordenada no Brasil pelo Serviço Brasileiro de Apoio à Micro e Pequena Empresa (Sebrae) e o Instituto Brasileiro de Qualidade e Produtividade (IBPQ).

Elas ainda são conhecidas por serem melhores líderes, mais organizadas e até melhorarem o resultado das empresas.

Com a proximidade do Dia Internacional da Mulher, Cozete Gomes, de 47 anos, é um exemplo de empreendedorismo feminino.

Nacionalmente conhecida após participar do programa “Mulheres Ricas”, Gomes é formada em Publicidade e Letras. A empresária nasceu em São Paulo e é descendente de Italianos. E desde cedo percebeu sua vocação para empreender.

“Aos 13 anos, eu descobri minha veia de empreendedora. Comecei a fazer alguns trabalhos em casa com minha mãe de vendas. Depois, meu primeiro emprego foi aos 15 numa indústria de uma empresa alemã. Ali aprendi sobre disciplina. Pouco tempo depois, fui representar a empresa em eventos, tal como feiras. A partir daí, sugiram diversos convites para eventos de outras empresas. Paralelo ao trabalho, fui fazer cursos de modelo e manequim”, relatou a empreendedora.

No ano de 1993, Cozete fundou a sua primeira empresa em sociedade com seu irmão Mairo J. Gomes, a Yes Models. A companhia funcionava como uma escola e um estúdio, posteriormente, se transformando em agência.

O sucesso da empresa foi tanto, que a Yes Models acabou ficou conhecida em todo território nacional e está em 83 capitais e regiões do país inteiro. Também deu origem a um conglomerado de oito empresas que leva o nome de Yes Corporation, que tem mais de 3 mil colaboradores, entre eles a Yes Promo.

Com 24 anos no mercado, a Yes Promo é uma das principais agências especializadas em Trade Marketing do Brasil. Ela funciona com terceirização de mão de obra no PDV, planejamento, execução de todas as etapas das ações promocionais de uma empresa e tem clientes gigantes de diversos setores, como Chandon, Diageo, Sony e Lego.

A empreendedora lista as vantagens de ser mulher no mundo dos negócios:

“A própria essência de ser mulher transformada na figura de uma executiva é um ponto positivo. A beleza que vem da mulher, independentemente de como é sua forma física, abre portas. Além disso a força que vem de nós rompe barreiras”, disse Cozete.

Apesar de todo sucesso, a empresária já sofreu preconceito por ser mulher e pela beleza.

“Teve uma vez que um cliente de uma grande indústria contou para mim que ficou receoso. ‘Eu vou assinar meu contrato de milhões com duas Barbies’, pensou ele. Na ocasião eu estava com uma funcionária”.
Website: http://www.cozetegomes.com.br