Microfranquia de prestação de serviços no segmento de TI ganha espaço no mercado nacional

As microfranquias baratas se destacam cada vez no mercado, pois um dos maiores obstáculos para novos empreendedores é justamente o capital inicial para investir no negócio. Seu sucesso se dá ao fato de altos rendimentos e baixo investimento. Na maioria das vezes, a vontade do futuro empreendedor é interrompida pelo investimento necessário, as microfranquias com investimento inicial de até R$ 80 mil, são uma alternativa viável para quem tem pouco capital.

Conforme dados da ABF (Associação Brasileira de Franchising), as franquias cresceram de 36,6%, em 2015, para 40% este ano em termos de presença nos municípios. Na última pesquisa divulgada pela ABF, mostra também que a receita do setor subiu 8,1% (sem a inflação) no segundo trimestre deste ano, em comparação ao mesmo período do ano passado, alta de R$ 32,5 bilhões para R$ 35,1 bilhões e as projeções para 2016 é de um faturamento ainda maior entre 7% e 9%.

O mercado de Tecnologia da Informação atento à tendência das microfranquias e o atual cenário positivo do segmento, que segundo dados da consultoria IDC, terá um crescimento na ordem de 2,6% no ano de 2016, mantendo um faturamento superior aos US$ 60 bilhões. Sendo assim, as microfranquias do segmento de Tecnologia da informação aparecem como algumas das melhores opções para se investir, pois une o potencial das microfranquias ao mercado aquecido do segmento.

A Next Tecnologia da Informação desde o início desse ano está no formato de franchising. “Observamos uma grande demanda por serviços de TI de qualidade em empresas de pequeno e médio porte, como muitas dessas ofertas estavam geograficamente distantes, decidimos expandir no formato de franquias e assim ampliar nossa zona de atuação”, diz Adriano Sene, CEO da marca. A Next Tecnologia da Informação oferece um modelo de crescimento escalável aos franqueados. “As novas unidades da Next podem iniciar as operações trabalhando em casa (home based). Após os primeiros 6 meses de operação, o esperado é que haja a contratação de funcionários e consequentemente a criação de uma unidade física (office)”, afirma Sene.

Os franqueados recebem treinamento constante, contam com a experiência da marca e realizam todas as operações com base nos manuais criados pela franqueadora, sendo assim se torna viável replicar o modelo de sucesso da marca nas novas unidades. O franqueado ainda conta com reconhecidos parceiros do segmento de TI, possibilitando ampliar os benefícios do negócio. O investimento médio na franquia é de R$ 10 mil.

Segundo a franqueadora, o faturamento médio mensal de um franqueado após os seis meses de operação é de R$ 12 mil, considerando que ele feche 2 contratos por mês. A lucratividade fica em 60% deste valor.

Envie suas dúvidas sobre essa franquia para contato@nextfranquias.com.br ou acesse www.nextfranquias.com.br

Website: http://www.nextfranquias.com.br