Feira de mármore e granito apresenta boa expectativa de mercado para 2016.

Depois de três dias de evento e mais de 25 mil visitantes, a Vitória Stone Fair, evento especializado no setor de rochas, mármore e granito, que aconteceu no Espírito Santo, dá sinal de grande expectativa no mercado para 2016. Para os expositores, a desvalorização do câmbio foi um fator decisivo para quem soube se posicionar no mercado e conseguir exportar seu produto.

Neste ano, com mais de 400 expositores, a feira contou com empresas de todas as partes do mundo, como Turquia, Itália, Argentina, Canadá, Portugal, China, Índia, Omã e Trinidad e Tobago.

Comitivas internacionais, incentivadas pelo programa Buyers Club, marcaram presença assim como a participação expressiva do mercado interno. “Inclusive, durante as próximas semanas, muitos clientes ainda visitam as empresas”, observa o presidente do sindicado das indústrias de rochas ornamentais, cal e calcários (Sindirochas), Tales Machado.

De acordo com a empresa organizadora do evento, os resultados da 41ª edição foram satisfatórios para o setor. “A feira surpreendeu visitantes e compradores que buscam novos materiais, tecnologia e inovação de equipamentos. Tivemos um número expressivo de visitantes internacionais e nacionais. Esses resultados reforçam a importância da feira mundialmente. Podemos afirmar que a Vitória Stone Fair é uma vitrine do setor de rochas ornamentais brasileiras”, afirma Cecília Martinez, proprietária da empresa.

Para um setor que movimentou, em 2015, R$ 1,2 bilhão no estado do Espírito Santo, gerando 25 mil empregos diretos e mais de 100 mil indiretos, a alta do dólar favoreceu os negócios, uma vez que, somente nos EUA, o setor ocupa 1/3 do mercado. O maior exportador de chapa polida atualmente é o Brasil, especificamente o ES, responsável por 95% da exportação.

Por conta da participação de visitantes estrangeiros, outro expositor que ficou satisfeito com o resultado da feira foi Sueli Benvenuto, diretora da AlphaÔmega Traduções . “A Feira foi surpreendente. Tivemos acesso a inúmeras empresas que mantém relação internacional, tanto para compra quanto para a venda de produtos, equipamentos e serviços neste setor. Observamos que há uma demanda reprimida para traduções técnicas em idiomas diversos, algo que é especialidade da AlphaÔmega. Além disso, o potencial de exportação associado as riquezas minerais brasileiras abrem um horizonte promissor para a gente”, comenta Sueli.

A empresa conta com mais de 200 colaboradores diretos e indiretos para oferecer traduções técnica e juramentada; revisar textos; realizar tradução e interpretação simultânea; além de possuir estúdio próprio para produção de conteúdo audiovisual.
“O objetivo é traduzir com excelência do início ao fim, em qualquer setor de atuação, e o mercado de mármore e pedras ornamentais está em nosso radar de atividade, onde buscamos a especialização contínua”, ressalta a empresária Benvenuto.

A Feira de negócios contou com apoio institucional do Governo do Espírito Santo. Para saber mais sobre o evento, acesse: www.vitoriastonefair.com.br

Contato@alphaeomegatraducoes.com.br
www.alphaeomegatraducoes.com.br
55 11 3021-1805