Excesso de peso pode atingir articulações em mais da metade dos brasileiros

Mais da metade da população brasileira pode vir a sofrer de sobrecarga nas articulações do joelho e do quadril ocasionadas pela obesidade. Isso porque os mais recentes dados divulgados pelo Ministério da Saúde mostram que 55,7% da população está com excesso de peso.

A Pesquisa Vigitel 2018 também apontou que a obesidade aumentou em 67,8% nos últimos treze anos, passando de 11,8% para 19,8% entre 2006 e 2018.  Para esse levantamento, foram ouvidas, 52 395 pessoas, entre fevereiro e dezembro de 2018, nas 26 capitais do país e Distrito Federal.

O médico ortopedista especializado em cirurgia do joelho e quadril, Thiago Fuchs, do Instituto Fuchs, explica que o aumento de peso é um fator de risco para o desenvolvimento de artrose no joelho e quadril.

“A sobrecarga ocasiona problemas nas articulações de carga, que sustentam o peso do corpo. Um deles é a artrose, caracterizada pela perda de cartilagem articular. Além disso, a obesidade é um dos principais fatores de risco para desenvolver a artrose do joelho e do quadril”, afirma Thiago Fuchs.

Segundo o especialista, além da sobrecarga na articulação, uma dieta desequilibrada com o consumo excessivo de alimentos inflamatórios, como os carboidratos de má qualidade e o açúcar, também pode estar relacionada com alterações metabólicas e inflamatórias na cartilagem articular. “A prevenção está diretamente relacionada com a prática de atividades físicas regulares – sob supervisão de especialistas – e de uma alimentação saudável”, alerta Thiago.

 

Estresse nas articulações – Com experiência de mais de 30 anos no tratamento dos joelhos, o ortopedista e cirurgião, Rogério Fuchs, explica que a obesidade gera um estresse mecânico nas articulações.

“A função da cartilagem articular é absorver e redistribuir as forças aplicadas à articulação nas atividades do dia a dia e esportivas, fornecendo uma superfície lisa e sem atrito durante o movimento”, ressalta Rogério Fuchs.

A degeneração da cartilagem articular, de causa principalmente mecânica, é hoje uma das maiores preocupações na área da ortopedia e reumatologia, uma vez que possui relação direta com a artrose.

Exercícios físicos podem ser benéficos na redução da dor e melhora da função do joelho e quadril com artrose. No entanto, o sobrepeso pode ocasionar um quadro de inflamação, com dor e derrame articular.  “O excesso de peso resulta na produção de substâncias pró-inflamatórias, como leptina e outras adipocinas, que pioram os quadros inflamatórios”, enfatiza o Thiago Fuchs.

 

SINTOMAS – Thiago Fuchs diz que normalmente são diagnosticados em pacientes obesos dores nas articulações, nos joelhos e quadril, problemas posturais relacionados ao sobrepeso, sobrecarga nos discos na coluna cervical e lombar, além de lesão inflamatórias e desgaste nos pés.

“A artrose apresenta sintomas como dor, deformidade, rigidez e redução da mobilidade nas articulações afetadas. A coluna, os quadris, joelhos e pés de uma pessoa com obesidade terão uma sobrecarga e sofrimento maior, pois são as regiões que sustentam o corpo”, relata.

Pessoas acima do peso, que sentem dores ou dificuldade de movimentar o joelho ou o quadril, devem procurar ortopedistas especialistas nessas articulações, além de realizar o tratamento e acompanhamento da parte clínica e nutricional do controle do peso.

 

Website: http://institutofuchs.com.br