Empresas do setor de segurança investem em tecnologia para inovar e solucionar problemas nas grandes cidades

Ter medo ou receio no momento de chegar em casa e ser abordado por um assaltante, é comum. Muitas pessoas sofrem com este sentimento e existem várias razões para isto.

De acordo com a Policia Militar de cada uma das cidades citadas a seguir, uma residência é assaltada a cada dois dias em Belo Horizonte, a cada hora, uma casa ou prédio é assaltado no estado de São Paulo e a cada cinco minutos uma pessoa é roubada nas ruas do Rio de Janeiro.

A falta de segurança que os números mostram, assusta. E o mercado das empresas especializadas em sistemas de segurança privada, cresce. Vítimas de assaltos têm redobrado a atenção ao chegar e sair de suas casas. Por exemplo: Luiz – que não quis divulgar o sobrenome – de 38 anos, de Belo Horizonte – chama de “incidente” o que houve em janeiro em sua residência. Ao chegar em casa de carro e entrar pela garagem, se deparou com dois criminosos que entraram pelo portão logo após a entrada de seu veículo.
“Levei um susto! Não me deixaram falar nada. Logo após entrarem, pediram que eu abrisse o portão para que entrassem mais dois bandidos. Queriam coisas de valores, vasculharam a casa até encontrar algumas coisas… Estavam todos armados. ” Luiz ficou sobre a mira dos assaltantes por duas horas. Apesar de toda a ação ter sido filmada, nenhum dos criminosos foi preso.

Especialistas de segurança alertam: Observe bem ao chegar na sua rua, alguém pode estar escondido e para fazer uma abordagem. Se houver necessidade, dê uma volta no quarteirão antes de abrir sua garagem. Se houver alguém suspeito por perto, acione a polícia.

Para suprir as necessidades do mercado de segurança, empresas e profissionais do ramo trabalham duro para inovar e criar mecanismos cada vez mais eficientes. A expectativa de crescimento para o setor em 2018 é de 10% em relação a 2017. Projeções indicam que em 2020 o mercado de segurança atingirá a marca dos 50 bilhões em faturamento.

João Bernardo Costa, Diretor da Zelo – Equipamentos e Sistemas de Segurança – reforça as oportunidades deste mercado. “O mercado de segurança, como todos os outros, requer inovações. Os equipamentos e tecnologias ficam ultrapassados e novas necessidades surgem. Temos que inventar e inovar para nos manter atualizados. “
Em 2017 a Zelo lançou no mercado um portão de segurança para garagens, que tem o processo de abertura e fechamento em menos de 1 segundo. O equipamento que é instalado em paralelo ao portão principal, protege o morador da vulnerabilidade gerada pelo lento processo de abertura e fechamento dos portões convencionais.

João ainda afirma que, soluções criadas no passado têm muito o que melhorar. “Os sistemas de segurança mais utilizados hoje, ainda tem muito o que evoluir e temos muito o que inventar. Quando lançamos em 2017 o portão de garagem que abre e fecha em menos de 1 segundo, muitas pessoas ficaram espantadas como isso não existia antes. “

Hoje o equipamento de segurança para garagens da Zelo é responsável por 92% do seu faturamento. Para 2018 a empresa planeja atingir a marca de mil equipamentos instalados através de rede de distribuidores e revendedores.