Certificado digital na nuvem é destaque de inovação

A certificação digital é a tecnologia que permite a assinatura de documentos no meio digital com a mesma validade jurídica de um documento assinado à mão e reconhecido em cartório. Com isso é possível eliminar o uso de papel promovendo a sustentabilidade ambiental além de representar uma redução de tempo e custos com papel, impressora, correios e despesas cartorária para pessoas físicas e jurídicas.

Dados do ITI – Instituto Nacional de Tecnologia da Informação mostram entre 2016 e 2017, foram emitidos 3.394.706 certificados digitais no país. Apesar do número expressivo, é comum que os usuários de certificados digitais armazenados em smartcards e tokens enfrentem problemas de compatibilidade seja com sistema operacional, navegadores, drives de instalação, entre outros, o que acredita-se ser um dos fatores que dificulta a adoção da certificação digital no país. O problema também reflete em grande custos de suporte técnico para empresas.

O surgimento do certificado digital armazenado na nuvem elimina esses problemas de compatibilidade por não depender de dispositivos físicos, garantindo muito mais simplicidade e praticidade no seu uso, sendo um grande marco para os usuários da certificação digital.

Outro benefício importante desta inovação é a mobilidade, uma vez que pode ser acessado a partir de qualquer dispositivo conectado à internet. Com isso será possível assinar documentos do smartphone, tablet, televisão a qualquer hora e a qualquer momento.

Pelo seu caráter inovador com expressivo impacto na economia e desenvolvimento social e ambiental, o certificado digital na nuvem, criado e desenvolvido pela empresa BRy Tecnologia, foi reconhecido com o 2º lugar na 7ª edição do Prêmio Stemmer Inovação na categoria médias e grandes empresas. Chamado de BRy KMS, o novo modelo de certificado já reflete em mudanças de mercado. Nesta sexta-feira, 10 de novembro, o ITI deve se reunir para definir parâmetros mínimos de segurança para este tipo de solução, traçando novos rumos para as empresas que queiram desenvolver a mesma tecnologia.

No mercado desde 2015, a solução que já conta com diversos cases de sucesso é ainda mais segura que os certificados nos formatos tradicionais pois o usuário tem controle exclusivo sobre suas chaves e a total rastreabilidade sobre ela, podendo acompanhar todas as atividades realizadas com seu certificado em tempo real.

“Apostamos fortemente em pesquisa e desenvolvemos soluções que acabam virando o parâmetro no mercado. É uma grande responsabilidade mas entendemos que o importante é ver a certificação digital cada vez mais simplificada, segura e acessível”, afirmou o gerente de desenvolvimento Cristian Moecke. Outras soluções pioneiras que foram criadas pela BRy foram a solução assinaturas digitais na versão mobile, a solução de assinatura e verificação com o padrão PAdES, o primeiro framework de serviços de certificação digital aderente aos padrões ICP-Brasil , entre outras, além de ser a única empresa com o sistema de carimbo do tempo homologado pela ICP-Brasil.

A cerimônia de premiação ocorreu no dia 06 de novembro de 2017, durante o Encontro FINEP para Inovação – Região Sul e contou com a presença do Ministro a Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, e do presidente da Finep, Marcos Cintra. O BRy KMS concorreu com projetos da Whirpool, Ciser, Embraco, Celulose Irani, Portonave Terminais Portuários e Cia industrial Carlos Schneider.