Cenário da ilustração brasileira recebe incentivo por meio de aplicativo de leitura de quadrinhos

O mercado de quadrinhos no Brasil não é tão evidente como em países europeus ou nos EUA. As HQs autorais nacionais sofrem com uma forte desvalorização e, consequentemente, os ilustradores brasileiros sofrem com a falta de visibilidade.

A indústria editorial brasileira, inicialmente, imprimia quadrinhos estrangeiros para consolidar esse mercado. Entretanto, esse cenário não mudou, e as editoras, ao invés de patrocinarem as obras locais, optam por comercializarem HQs prontas de outros países. Isso afeta diretamente os artistas brasileiros que devem competir com grandes nomes. Além disso, os custos de impressão dos poucos quadrinhos que vão para as bancas consomem uma verba muito alta, somados à dificuldade de distribuição. A consequência é clara: o lucro que os artistas recebem é muito pouco.

Além disso, os profissionais ilustradores também enfrentam uma mudança de comportamento dos leitores e tendência “natural” da comunicação: o impresso está cada vez mais perdendo espaço para a produção editorial em multimeios.

Visualizando esse mercado, Paulo Kruger e Maicris Fernandes desenvolveram o aplicativo para leitura de quadrinhos MOAH!, que pretende reunir as obras dos ilustradores brasileiros em um local só, com uma competição justa e distribuição ilimitada, podendo ser lida em uma tela de celular, visto que o aplicativo está disponível para o Brasil todo. Buscando a valorização das obras nacionais, o aplicativo conta com mais de 20 artistas cadastrados e está chegando a 5000 downloads. Paulo Kruger acredita que o aplicativo ajuda a mudar o cenário atual dos quadrinhos ao colocar os ilustradores brasileiros em evidência:

”Sentimos muito orgulho em mediar o encontro dos ilustradores e dos leitores. Hoje em dia é difícil alguém comprar materiais impressos, e certamente o digital está ganhando mais força do que nunca. Visto isso, pensamos nesse aplicativo como uma ferramenta que salva todo um cenário cultural e que visa agregar valor aos profissionais da área da ilustração e desenho, além de incentivar e proporcionar às crianças e adolescentes, a leitura de quadrinhos brasileiros na palma de suas mãos. O aplicativo tem alcance nacional e reúne obras de vários artistas brasileiros.”

O aplicativo MOAH! tem no seu acervo quadrinhos dos autores Marcos Vaz (Curitibinha), Márcia d´Haese (Mig&Meg), da Gisele Henriques (Gato Coió), Tako X (Marco e Seus Amigos) e muitos outros. A maioria dos ilustradores são paranaenses, visto que o projeto se consolidou com os dois curitibanos Paulo Kruger e Maicris Fernandes, porém os sócios relatam que pretendem alcançar artistas de todo o país:

”A intenção é que qualquer artista possa participar do app. O nosso sistema facilita muito aos ilustradores o acompanhamento e engajamento dos leitores com seu material, pois permite identificar quantas pessoas adquiriram seus quadrinhos e retirar os lucros a qualquer momento. Além disso, o retorno pelas suas obras é muito maior do que uma editora, visto que a publicação digital é facilitada.”

O app está disponível para Android e iOS gratuitamente. Para mais informações acesse o aplicativo no Google Play ou na AppStore.

Website: http://moah.com.br/